Main Slider

Morre idoso de 74 anos que aguardou 8 dias por vaga em UTI na cidade de Cotia


José Moreira de Souza ficou internado na UPA do Atalaia e o pedido de transferência foi solicitado no dia 21/03. No entanto, ele só conseguiu uma vaga no Hospital São Camilo, na Granja Viana, na tarde de ontem (29/03); óbito foi em decorrência da Covid-19

Seu Souza teve complicações renais devido à doença. Foto: Arquivo pessoal 


Morreu na tarde desta terça-feira (30) seu José Moreira de Souza, de 74 anos, que chegou a aguardar por oito dias uma vaga em UTI na cidade de Cotia. A transferência do paciente, que estava com Covid-19, foi solicitada no dia 21 de março, mas a vaga só foi concedida pelo município na tarde de ontem (29).

Souza faleceu um dia após ser transferido para o Hospital privado São Camilo, na Granja Viana, em que a prefeitura mantém convênio com 28 leitos Covid-19, sendo oito de UTI e 20 de enfermaria. Ele teve complicações renais devido à doença e iria começar o tratamento com hemodiálise, mas acabou não resistindo.

Sua filha, Roberta Gislaine de Souza, chegou a dizer ao Cotia e Cia na sexta-feira (26) que um médico da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Atalaia, onde seu pai estava internado, comentou que ele só ia conseguir uma vaga no Hospital Regional de Cotia, para onde foi solicitada a transferência, se algum paciente viesse a morrer.

“O médico disse que eu tinha que rezar para alguém morrer pro meu pai conseguir vaga no Hospital de Cotia ou em outra unidade. Ele disse que estava tudo muito cheio, e que hoje a gente teria que praticamente esperar alguém morrer pro meu pai conseguir a vaga”, disse Roberta (RELEMBRE AQUI). 

Procurada pela reportagem, a Secretaria de Estado da Saúde afirmou que não havia mais vagas no Hospital de Cotia. Os 53 leitos (20 de UTI e 33 de enfermaria) destinados para tratamento de covid, segundo a pasta, estavam lotados.

Souza deixa seis filhos, 15 netos e três bisnetos.