Main Slider

“O médico disse que eu tinha que rezar para alguém morrer pro meu pai conseguir vaga no Hospital de Cotia”


Seu Souza, 74, está intubado com problemas respiratórios na UPA do Atalaia. Segundo sua filha, solicitação de transferência para o Hospital de Cotia já foi feita pela equipe da unidade; prefeitura disse que aguarda liberação de vaga do estado

José Moreira de Souza, 74 anos. Foto: Arquivo pessoal 



Seu José Moreira de Souza, de 74 anos, está internado na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Atalaia, em Cotia, com problemas respiratórios desde sábado passado (20/03). 

Segundo sua filha, Roberta Gislaine de Souza, a solicitação para transferi-lo ao Hospital Regional de Cotia (HRC) já foi feita, porém, até agora, segue sem resposta do estado.

Roberta explicou ao Cotia e Cia que seu pai começou com diarreia, mas quando o levou a unidade de saúde, foi feito um raio x que constatou que seus pulmões estavam comprometidos. 

Souza teve que passar pelo procedimento de intubação, após piora em seu sistema respiratório. Resultado do teste rápido para Covid-19 deu negativo. Novo exame para saber se ele está ou não com a doença foi colhido, mas ainda não está pronto. 

“O médico disse que eu tinha que rezar para alguém morrer pro meu pai conseguir vaga no Hospital de Cotia ou em outra unidade. Ele disse que estava tudo muito cheio, e que hoje a gente teria que praticamente esperar alguém morrer pro meu pai conseguir a vaga”, disse Roberta.

O Hospital de Cotia tem 53 leitos destinados para pacientes com Covid-19. Destes, 20 são de UTI e 33 de enfermaria. Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, todos já estão ocupados. Diante deste cenário, não há previsão para vagas na unidade no momento, informou a Saúde. 

"É importante destacar que essas taxas de ocupação variam no decorrer do dia em virtude de fatores como altas, óbitos ou transferências para leitos de enfermaria ou UTI, por exemplo", completou. 

A Prefeitura de Cotia disse que a UPA do Atalaia segue aguardando a liberação de vaga do estado via Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde (CROSS) para o paciente.

(ESSA REPORTAGEM FOI ATUALIZADA ÀS 10H56 DO DIA 29/03/2021 COM O POSICIONAMENTO DA SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE). 

Por Neto Rossi