Main Slider

Casal da quadrilha do Pix é preso acusado de sequestrar comerciante em Cotia

Um dos suspeitos foi preso em flagrante após fuga na Raposo Tavares; ele foi encontrado dentro de um córrego; quadrilha é investigada



Um jovem de 18 anos e uma mulher de 21 anos foram presos na sexta-feira (10) acusados de sequestrar um comerciante em Cotia. Foram apreendidos com um dos suspeitos cartões de crédito e aparelhos de celular da vítima. Outras pessoas são investigadas como suspeitas de participação do crime.

A prisão aconteceu após um dos criminosos efetuar uma fuga na rodovia Raposo Tavares com o carro da vítima. A Polícia Militar recebeu um chamado pelo rádio e identificou que o veículo suspeito estava bem a frente da viatura. Durante a perseguição, ele se envolveu em um acidente, batendo o carro em outro veículo.

Segundo informações da polícia, o suspeito pulou do carro e deu fuga a pé em uma região de mata. Ferido, ele acabou entrando em um córrego e foi localizado pela polícia. Durante a fuga, o suspeito deixou cair um revólver calibre 32 desmuniciado e sem o cabo.

CRIME ORQUESTRADO

Segundo a Polícia Civil, a mulher, que também foi presa acusada de participação no sequestro do dono do salão de beleza, fez um Boletim de Ocorrência na Delegacia de Cotia para se fazer de vítima.

A polícia, no entanto, recebeu informações de que uma outra vítima teria sofrido tentativa de sequestro e uma mulher, com as mesmas características, também estava no local durante esse crime.

Imediatamente, a polícia começou a questionar a suspeita quanto ao ocorrido, e ela começou a cair em algumas contradições. Acuada, ela confessou à polícia que conhecia a vítima de um salão de beleza, em que ele é proprietário. Segundo o boletim de ocorrência, ela ganhava tratamentos estéticos no salão em troca de divulgação em redes sociais.

Ainda segundo o boletim, a suspeita disse que começou a namorar um rapaz que teria dado a ideia de sequestrar o dono do salão de beleza com quem ela tinha uma amizade. A intenção deles era fazer Pix com os dados da vítima.

A mulher, de acordo com a polícia, entrou no veículo junto com a vítima e, durante o trajeto, fingiu passar mal e pediu para ele parar o carro. Neste momento, os criminosos abordaram a vítima, que reagiu e entrou em luta corporal com os bandidos. Um deles acabou sendo preso e o restante da quadrilha é investigada pela polícia.