Main Slider

Cotia: Projeto de lei propõe acesso universal a absorventes femininos

Autor do projeto, vereador Paulinho Lenha (MDB) esclarece que muitas mulheres acabam sendo obrigadas a usar panos, meias e até papel por não conseguirem adquirir absorventes, coletores e produtos semelhantes, principalmente devido ao seu alto custo

Sessão da Câmara de Cotia desta semana. Foto: Reprodução 



O vereador de Cotia, Paulinho Lenha (MDB), apresentou um projeto de lei, na sessão da câmara desta semana, que propõe acabar com o tabu que envolve a menstruação e que promova a universalização do acesso a absorventes higiênicos.

O projeto tramita no Legislativo e, após aprovação, seguirá para sanção ou veto do prefeito Rogério Franco.

O texto esclarece que os objetivos do programa são promover a aceitação do ciclo menstrual feminino como processo natural do corpo humano, a atenção integral à saúde da mulher e o direito de acesso a absorventes higiênicos.

"É inaceitável o grande descaso e descuido com a população carente e feminina que enfrentamos devido à inexistência de uma política pública que aborde e trate das questões da menstruação e da universalização do acesso a absorventes higiênicos de forma ampla e abrangente em nosso país, estado e município", argumenta o autor.

Estima-se que metade das mulheres de países em desenvolvimento seja afetada pela falta de acesso a produtos de higiene femininos.

Na justificativa do Projeto de Lei, o vereador Paulinho Lenha esclarece que muitas delas acabam sendo obrigadas a usar panos, meias e até papel por não conseguirem adquirir absorventes, coletores e produtos semelhantes, principalmente devido ao seu alto custo.