Main Slider

Quatro vereadores de Cotia são comunicados sobre expulsão de seus partidos por infidelidade partidária

Vereadores foram eleitos na coligação da oposição, após assumirem seus mandatos se tornaram base governista.

Vereadores ao lado do Prefeito Rogério Franco (PSD).

Os vereadores de Cotia Serginho (PSB), Peka Santos (PROS), Iran Soares (PSC) e Felipe Variedade (PROS) foram oficiados na manhã desta segunda-feira (31) sobre a expulsão de seus respectivos partidos. 

Segundo o documento, o motivo das expulsões foi a "infidelidade partidária", já que os parlamentares, mesmo que extraoficialmente, compõem a base governista, e os partidos fazem oposição a gestão de Rogério Franco.

Os três partidos levaram aos parlamentares a mesma justificativa. "A sua conduta antes mesmo do pleito de 2020, vai em total desencontro com o princípios partidário, considerando que o diretório municipal de Cotia é oposição da atual gestão, e o senhor, na qualidade de vereador deveria exercer o seu papel de fiscalizar, apurar, exigir providencias e oficiar o Ministério Público quanto as ações e/ou omissões da gestão atual, que estão prejudicando a população mais carente de Cotia, e não, bater palmas para os desmandos da gestão atual".

Os vereadores foram eleitos no ano passado apoiando Welington Formiga (PSB), que foi oposição do prefeito eleito Rogério Franco. 

Formiga falou pela primeira vez publicamente sobre sua coligação na última eleição. "Fiz minha parte, doei meu nome e minha história, e eles se elegeram com meu discurso", disparou.

Questionado sobre o contato com os quatro eleitos, Formiga disse que, após o apoio ao atual prefeito, o contato foi cortado. 

Cotia e Cia entrou em contato com os quatro vereadores para comentarem o assunto. Caso haja retorno, será acrescentado nesta reportagem.

Ofícios entregues aos vereadores: