Main Slider

Prefeitos da região lamentam morte de Bruno Covas: “Lutou até o fim”

Bruno Covas faleceu na manhã deste domingo (16); desde 2019, ele enfrentava câncer no sistema digestivo; prefeito de SP deixa um filho, de 15 anos



Foto: Divulgação 

Prefeitos da região oeste da Grande São Paulo prestaram homenagens nas redes sociais ao prefeito de São Paulo, Bruno Covas, que morreu neste domingo (16), aos 41 anos de idade. Covas estava internado no Hospital Sírio-Libanês e lutava contra um câncer no sistema digestivo com metástase nos ossos e no fígado.

“Triste para todos nós. Ver uma vida tão promissora interrompida é muito difícil. Bruno Covas lutou até o fim e nos deu um belo exemplo de resistência e coragem. Que Deus o receba de braços abertos. Meus sentimentos a todos os familiares”, disse o prefeito de Cotia, Rogério Franco.

“Foi guerreiro e mostrou um novo jeito de fazer a nova política, com foco, força e fé! Político de palavra e sério. Fará falta”, publicou Igor Soares, prefeito de Itapevi.

Desde 2019, Covas enfrentava a doença, inicialmente descoberta no trato digestivo, mas que se espalhou para o fígado e para os ossos. A notícia da morte foi confirmada em nota hoje divulgada pela assessoria do prefeito.

Para o prefeito de Vargem Grande Paulista, Josué Ramos, Covas ganhou admiração de todos e deixou um legado admirável. “Deixo aqui singela homenagem a este jovem aguerrido, que tinha um futuro brilhante a percorrer e, agora, deixa saudades por tudo que realizou e pelo muito que ainda realizaria. Que Deus receba bem Bruno Covas e seu exemplo inspire as futuras gerações.”

“Bruno foi um amigo leal, e um verdadeiro guerreiro na batalha que travou contra o câncer. Sua força e sua resiliência servirão de exemplos para todos nós. Solidarizo-me com a família nesse momento de imensa dor”, escreveu Rogério Lins, prefeito de Osasco.

Bruno Covas, que era divorciado, deixa um filho, Tomás Covas, de 15 anos.