Main Slider

Justiça manda soltar jovens que bateram moto em carro de delegada de Cotia

Alex, Pedro, Matheus e Gustavo foram acusados de tentativa de roubo, mas juiz não viu evidências para que tenha ocorrido o crime

Decisão ocorreu nesta quarta-feira (12). Foto: Reprodução


O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) determinou, nesta quarta-feira (12), a liberdade provisória de quatro jovens que bateram uma das motos em carro de delegada e acabaram sendo presos em Cotia, acusados de tentativa de roubo.

Alex Vinícius Medeiro da Silva, 18, Matheus Leal de Carvalho, 21, Gustavo Alcantara Lacerda, 21, e Pedro Henrique Ferreira da Silva, 19, foram detidos no feriado de 1º de maio (RELEMBRE AQUI DO CASO).

Em sua decisão, o juiz Sergio Augusto Duarte Moreira, da Vara Criminal de Cotia, argumentou que não havia evidências de tentativa de roubo. De fato, segundo o magistrado, tinha apenas indicação de colisão entre os veículos.

O juiz também levou em conta as conversas que mostravam que o encontro foi marcado para realizar manobras com a moto.

A determinação prevê aos jovens o cumprimento de medidas cautelares como não se ausentar da cidade sem autorização e comparecer no fórum a cada dois meses.

*Da Reportagem com informações da Ponte Jornalismo