Main Slider

Rogério Franco mantém suspensas as aulas presenciais da rede estadual de Cotia durante a fase vermelha


Governo de SP autoriza a retomada presencial durante a fase vermelha, mas dá autonomia para que cada prefeito decida sobre sua cidade

Aulas da E.E Odair Pedroso foram suspensas em fevereiro após a morte de um
 coordenador da unidade. Foto: Neto Rossi / Cotia e Cia 

O prefeito de Cotia, Rogério Franco, baixou um decreto neste sábado (10) em que mantém suspensas as aulas presenciais da rede estadual de Cotia durante a fase vermelha do Plano São Paulo. Esta etapa deve durar até, pelo menos, o próximo domingo, dia 18/04.

Em coletiva realizada na última sexta-feira (9), o governo de São Paulo anunciou que todo o estado sairia da fase emergencial, a mais restritiva até o momento, devido à queda de internações por Covid-19.

A fase vermelha, por mais que também seja restritiva, é mais flexível em alguns pontos. Um deles, é a permissão da retomada das aulas presenciais na rede estadual, onde os alunos poderão voltar a partir desta quarta-feira (14).

Esse retorno, no entanto, será ainda gradual e vai depender de autorização dos prefeitos. Durante a fase vermelha, as escolas poderão receber até 35% dos alunos matriculados. Esse limite é estabelecido também para as escolas municipais e privadas.

A retomada das aulas presenciais da rede estadual havia sido permitida por Franco no início de fevereiro. Mas após uma quantidade expressiva de professores que começaram a ficar doentes e também depois da morte de um coordenador de escola, alguns diretores e o sindicato da categoria pressionaram o governo municipal a inserir a retomada das aulas presenciais junto ao decreto da rede de ensino do município. E foram atendidos (LEMBRE AQUI).