Main Slider

Profissionais da saúde poderão se vacinar quinta-feira (11) em Cotia

Será aplicada a 1ª dose, no entanto, os trabalhadores de saúde que não conseguiram tomar o reforço programado para os dias 4 e 5/03 deverão comparecer ao polo de vacinação em frente à Prefeitura no dia 11.


Na quinta-feira (11/03) tem vacinação contra Covid-19 para trabalhadores da saúde. A ação será voltada exclusivamente para este público e acontecerá no polo montado em frente à Prefeitura de Cotia, com sistema drive-thru e pedestre. As doses são limitadas, portanto, haverá distribuição de senhas a partir das 6h. A ação terminará às 14h ou assim que as senhas se esgotarem. 

Na ocasião, será aplicada a primeira dose do imunizante, no entanto, os trabalhadores da saúde que não conseguiram tomar o reforço nas ações dos dias 4 e 5/03 devem, necessariamente, comparecer ao polo de vacina desta quinta-feira.

Todos terão que apresentar documento que comprove vinculação ativa (Carteira de Trabalho ou comprovante de pagamento com timbre do serviço de saúde ou declaração do empregador para quem não é CLT) e documento de Órgão de Classe Ativo. A veracidade destes documentos é de inteira responsabilidade de quem os apresenta. Para os que forem tomar a segunda dose será obrigatório apresentar o comprovante da primeira tomada em Cotia.

Serviço

  • Vacinação contra Covid-19 para trabalhadores da saúde
  • Dia 11 de março
  • Em frente à Prefeitura de Cotia
  • Distribuição de senhas a partir das 6h*
  • Aplicação da 1ª dose
  • Aplicação da 2ª dose para os trabalhadores que não compareceram às vacinações dos dias 4 e 5/03 (obrigatório apresentar comprovante de vacinação da 1ª dose tomada em Cotia)
*Ação termina às 14h ou assim que as senhas se esgotarem


O que é trabalhador de saúde?

É todo aquele que atua em espaços e estabelecimentos de assistência à saúde (hospitais, maternidades, clínicas, ambulatórios, farmácias, serviços de Home Care, transporte de pacientes, atendimento de urgência, emergência e pré-hospitalar, laboratórios de anatomia patológica, citológica e de análises clínicas, serviços de diagnósticos por imagens, entre outros).

Os serviços de saúde atendem diretamente pessoas com risco aumentado de infecção por covid-19. Compreendendo tanto os profissionais da saúde (médicos, enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, biólogos, biomédicos, farmacêuticos, odontólogos, fonoaudiólogos, psicólogos, assistentes sociais, profissionais da educação física, médicos veterinários e seus respectivos técnicos e auxiliares), quanto os trabalhadores de apoio (recepcionistas, seguranças, trabalhadores da limpeza, cozinheiros e auxiliares, motoristas de ambulâncias e outros de estabelecimentos que prestam assistência à saúde).

Inclui-se ainda profissionais que atuam em cuidados domiciliares (cuidadores profissionais de idosos, doulas/parteiras), bem como funcionários do sistema funerário que tenham contato com cadáveres potencialmente contaminados.

A vacina também será ofertada para acadêmicos em saúde e estudantes da área técnica em saúde em estágio hospitalar, atenção básica, clínicas e laboratórios.


Qual trabalhador de saúde será priorizado?

Serão priorizados os trabalhadores de saúde que estão mais expostos ao risco de contaminação pelo novo coronavírus e que comprovadamente atuam em um serviço/unidade de saúde.


Como comprovar que é trabalhador de saúde?

Nessa estratégia será solicitado obrigatoriamente documento que comprove a vinculação ativa do trabalhador com o serviço de assistência saúde (Carteira de Trabalho ou comprovante de pagamento com timbre do serviço de assistência saúde ou declaração do empregador para quem não é CLT) e documento de Órgão de Classe Ativo.

A Vigilância Epidemiológica salienta que os documentos e declarações apresentadas são de total responsabilidade do trabalhador e de quem os emitiu e que pessoas que eventualmente apresentarem documentos ou declarações falsas, gerando suspeita de fraude ou "fura-fila", serão direcionadas ao Ministério Público para os devidos esclarecimentos.