Main Slider

Doria diz que próximas duas semanas serão as mais duras da pandemia e não descarta lockdown em SP

Estado registrou recorde de novas mortes em 24 horas nesta terça, com 468 óbitos. SP passa de 60 mil mortes por Covid-19

O governador João Doria (PSDB) disse que as próximas duas semanas serão as mais duras e graves para todos os estados brasileiros desde o início da pandemia. Ele não descartou a possibilidade de decretar lockdown em São Paulo.

"Teremos as duas semanas mais duras e graves da pandemia desde 26 de fevereiro do ano passado. Serão as semanas mais trágicas e mais difíceis para todos os estados brasileiros", disse o governador em entrevista ao canal do YouTube My News, na noite desta segunda (1º).

Nesta terça-feira (2), o governador participou do início da vacinação drive-thru no estádio do Morumbi, na Zona Sul da capital, e voltou a falar sobre a situação da doença no estado. Questionado sobre se ele adotaria o lockdown para evitar maior propagação da doença, o governador diz que não descarta nenhuma medida.

"Não se descarta nenhuma medida, desde que elas sejam embasadas pela ciência e pela saúde", afirmou Doria.

O estado de São Paulo registrou nesta terça o maior número de mortes por Covid-19 em 24h desde o início da pandemia, com 468 novos óbitos, segundo dados da Secretaria Estadual da Saúde. Com os novos registros, o estado chegou a 60.014 mortes provocadas pela doença.


Com informações do G1 e da Folha de SP