Main Slider

Presidente da Apae de Cotia pede ajuda da câmara para manter projeto de saúde que atende dezenas de crianças

Paulo Generoso pediu aos vereadores alternativas orçamentárias que possam ajudar a manter o Projeto Estimulação Precoce (PEP), que foi suspenso por falta de recursos. Segundo ele, valor anual é de R$ 648 mil

Presidente da Apae de Cotia, Paulo Generoso. Foto: Reprodução / Câmara de Cotia 



O presidente da Apae de Cotia, Paulo Generoso, esteve presente na sessão da Câmara Municipal desta terça-feira (23) para pedir apoio aos vereadores da casa. Ele falou sobre as dificuldades financeiras enfrentadas pela instituição e solicitou ajuda para a manutenção do Projeto Estimulação Precoce (PEP).

O programa, que atende cerca de 40 crianças de até 6 anos, que tem atraso no desenvolvimento, foi temporariamente suspenso por falta de recursos, segundo a Apae. Aos vereadores, Generoso disse que o custo do projeto é de R$ 648 mil por ano.

“Busco alternativas que possam ajudar a manter o projeto de saúde da Apae, seja através da nossa inclusão na Lei Orçamentária do Município, seja em caráter emergencial. Precisamos que a Câmara Municipal se mobilize, para que a gente dê continuidade aos atendimentos. Vamos juntar forças neste momento", pediu Generoso.

As atividades do PEP envolvem atendimentos terapêuticos, fonoaudiólogos, neuropediatriátricos, entre outros. Em primeira mão, Cotia e Cia publicou uma reportagem no dia 2 de fevereiro sobre o assunto. Relembre aqui.