Main Slider

Cotia vai vacinar trabalhadores de saúde quinta-feira (18)

Serão dois polos de vacinação, um em Cotia e outro em Caucaia do Alto. Trabalhador terá que comprovar vinculação ativa com o serviço de saúde


Na próxima quinta-feira (18/02), a partir das 8h, a Secretaria de Saúde de Cotia, realiza a vacinação de trabalhadores de saúde em dois polos: Cotia e Caucaia do Alto. Em ambos os locais funcionarão o sistema drive-thru e pedestres. A ação será exclusiva para este público que, por conta da limitação das doses disponíveis, terá que comprovar vínculo com algum serviço de assistência saúde.

Todos terão que apresentar documento que comprove a sua vinculação ativa (Carteira de Trabalho ou comprovante de pagamento com timbre do serviço de saúde ou declaração do empregador para quem não é CLT) e documento de Órgão de Classe Ativo. A veracidade destes documentos é de inteira responsabilidade de quem os apresenta.

A Secretaria de Saúde explicou que, como o número de doses recebido é pequeno, está sendo preciso filtrar prioridades dentro da prioridade. “Este filtro se dá pela necessidade de garantirmos a vacinação primeiramente de quem está mais exposto ao vírus. Todos devem ser vacinados, mas, neste momento, não é possível”, explicou Magno Sauter, titular da Saúde. Ele lembrou ainda da necessidade de se ter uma reserva de doses para a aplicação da segunda dose do imunizante. Os primeiros vacinados já começaram a receber a dose de reforço.

O que é trabalhador de saúde?

É todo aquele que atua em espaços e estabelecimentos de assistência à saúde (hospitais, maternidades, clínicas, ambulatórios, farmácias, serviços de Home Care, transporte de pacientes, atendimento de urgência, emergência e pré-hospitalar, laboratórios de anatomia patológica, citológica e de análises clínicas, serviços de diagnósticos por imagens, entre outros).

Os serviços de saúde atendem diretamente pessoas com risco aumentado de infecção por covid-19. Compreendendo tanto os profissionais da saúde (médicos, enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, biólogos, biomédicos, farmacêuticos, odontólogos, fonoaudiólogos, psicólogos, assistentes sociais, profissionais da educação física, médicos veterinários e seus respectivos técnicos e auxiliares), quanto os trabalhadores de apoio (recepcionistas, seguranças, trabalhadores da limpeza, cozinheiros e auxiliares, motoristas de ambulâncias e outros de estabelecimentos que prestam assistência à saúde).

Inclui-se ainda profissionais que atuam em cuidados domiciliares (cuidadores profissionais de idosos, doulas/parteiras), bem como funcionários do sistema funerário que tenham contato com cadáveres potencialmente contaminados.

A vacina também será ofertada para acadêmicos em saúde e estudantes da área técnica em saúde em estágio hospitalar, atenção básica, clínicas e laboratórios. 

Qual trabalhador de saúde será priorizado?

Serão priorizados os trabalhadores de saúde que estão mais expostos ao risco de contaminação pelo novo coronavírus e que comprovadamente atuam em um serviço/unidade de saúde.

Como comprovar que é trabalhador de saúde?

Nessa estratégia será solicitado obrigatoriamente documento que comprove a vinculação ativa do trabalhador com o serviço de assistência saúde (Carteira de Trabalho ou comprovante de pagamento com timbre do serviço de assistência saúde ou declaração do empregador para quem não é CLT) e documento de Órgão de Classe Ativo.

A Vigilância Epidemiológica salienta que os documentos e declarações apresentadas são de total responsabilidade do trabalhador e de quem os emitiu e que pessoas que eventualmente apresentarem documentos ou declarações falsas, gerando suspeita de fraude ou "fura-fila", serão direcionadas ao Ministério Público para os devidos esclarecimentos.