Main Slider

Governo de SP vai contratar até 10 mil professores para o retorno das aulas presenciais

O objetivo, segundo o governo, é que os profissionais ministrem aulas presencialmente durante todo o ano letivo. Retorno da rede estadual está marcado para o dia 01/02

Inscrições devem ser feitas em uma plataforma virtual. Foto: Reprodução

O governo de São Paulo anunciou nesta semana que vai contratar até 10 mil professores temporários para o retorno das aulas presencias na rede estadual, marcado para iniciar no dia 1º de fevereiro. O objetivo, segundo o governo, é que os profissionais ministrem aulas presencialmente durante todo o ano letivo.


“Em uma rede tão grande quanto a nossa, contratar professores é essencial para garantir que tenhamos condições adequadas para o retorno seguro das aulas em todo estado”, afirmou o secretário de educação Rossieli Soares.

O edital foi publicado na edição da última terça-feira (5) do Diário Oficial. As inscrições devem ser feitas no Banco de Talentos, uma plataforma criada pela Seduc para gerenciar os processos seletivos, a partir das 17h desta quarta-feira (6) até as 23h59 do dia 20 de janeiro. 

Durante a inscrição, os candidatos devem indicar as disciplinas que pretendem ministrar e a Diretoria de Ensino que deseja fazer parte. O processo seletivo é classificatório, por pontuação obtida conforme títulos e experiência e os selecionados serão divulgados pelo Banco de Talentos e na SED. 

Ciclo contínuo até 2021 

Os anos letivos de 2020 e 2021 serão considerados como um único ciclo contínuo. Por isso, a avaliação da aprendizagem será feita ao longo de oito bimestres (quatro de 2020 e quatro de 2021).

Os alunos que entregaram as atividades propostas podem ter sido aprovados, mas terão o aprendizado avaliado ao final de 2021.