Main Slider

Morador de Cotia que trabalha na mesma cidade chega a gastar mais de R$ 700,00 por mês em transporte

Levantamento aponta que uma pessoa que mora em um extremo e trabalha em outro dentro da mesma cidade pode gastar mais 67% de um salário mínimo.


Imagina você morar e trabalhar na mesma cidade e pagar o equivalente a 67% de um salário mínimo em transporte público? Isso acontece com moradores de Cotia, na grande São Paulo.

Um levantamento feito pelo Cotia e Cia mostra em detalhes os custos de transporte público de um trabalhador que mora no bairro Capelinha (região de Caucaia do Alto) e trabalha no Km 21 da rodovia Raposo Tavares ainda na cidade de Cotia.

Reprodução Google

A distância de 32KMs custa ao passageiro o valor de R$ 29,30 entre ida e volta, multiplicando por 24 dias de trabalho, o valor mensalmente gasto por esse trabalhador será de R$ 703,2‬0. O que equivale a 67% de um salário mínimo que atualmente é de R$ 1.039,00.

Contas detalhadas:
Grilos x Caucaia do Alto = R$ 4,50
Caucaia do Alto x Cotia = R$ 5,65
Cotia x Barbacena = R$ 4,50
Total: R$ 14,65/cada ida ou volta, totalizando R$ 29,30 por dia.

Vale ressaltar que a empresa Intervias Raposo Tavares opera as linhas municipais e também grande parte das linhas intermunicipais do município.

Integração:

Com o cartão BOM o passageiro tem disponíveis algumas integrações, nesse exemplo o trabalhador conseguiria economizar R$ 5,00, somando ida e volta. Vale lembrar que a integração das linhas municipais com as intermunicipais só podem ser feitas em algumas linhas, veja a tabela abaixo disponibilizado pela Viação Raposo Tavares, ela não está atualizada com os novos valores, porém é a única disponibilizada ao público.


Utilizando o Cartão BOM e as linhas com integração o trabalhador gastaria mensalmente o valor de R$ 583,00.

Comparativo:



Em um trajeto equivalente na capital paulista, o trabalhador pagaria R$ 15,30 por dia em ida e volta do trabalho, saindo de Itaquera e trabalhando no bairro do Morumbi (cerca de 33 KMs), levamos em conta a tarifa integrada de R$ 7,65 que permite até três embarques em ônibus, no período de 3 horas e um embarque no sistema de trilhos, nas duas primeiras horas.


Em Cotia existe a linha 239 que é administrada pela empresa Miracatiba e que liga a cidade a cidade de Itapecerica da Serra, o trajeto de 26 KM tem a tarifa de R$ 4,00. Lembrando que ela passa por três cidades, Cotia, Embu das Artes e Itapecerica da Serra. 

Emprego

Não se pode negar que essa situação influencia - e muito - a busca pelo emprego de caucaianos que muitas vezes perdem oportunidades por conta do alto custo ao empresário. Em alguns casos o empregador paga uma passagem e as demais o próprio trabalhador tira do bolso para não ficar sem emprego, isso precariza a situação financeira de um pai ou mãe de família.

Conclusão

Como mostramos neste artigo é possível uma integração viável a população, a desculpa de que a linha de Caucaia x Cotia passa por Vargem Grande Paulista e por isso a tarifa é cara é mentirosa, já que a linha 239 passa por três cidades e ainda assim custa 20% a menos.

O motivo de nada mudar é falta de vontade política, pois não é plausível uma cidade como Cotia ser refém de apenas uma empresa que opera quase 80% das linhas que passam pela cidade.

Existe um decreto de 2019 em que a Prefeitura quer criar linhas municipais de Caucaia para Cotia, porém com a condição de que "não poderão, em qualquer hipótese, realizar parada, para embarque ou desembarque de passageiros, nos trechos compreendidos fora do território do Município de Cotia." , apesar do decreto o projeto ainda  não saiu do papel e será tema de um artigo futuro.