Header Ads

O que é Whois? Como surgiu? Para que serve?

Todos os domínios na internet são catalogados por um protocolo conhecido como “Whois”. O termo vem do inglês e é uma referência a pergunta “quem é?”


Hoje em dia existe uma infinidade de sites. Há sites de empresas, sites pessoais, blogs sobre tutoriais, ou seja, conteúdo dos mais variados segmentos na internet é o que não falta. 

Apesar da diferença entre os estilos e propósitos dos sites, todos eles são catalogados por um protocolo conhecido como “Whois”. O termo vem do inglês e é uma referência a pergunta “quem é?”

Esse protocolo tem o objetivo de concentrar os dados dos proprietários de domínios. 

Sendo assim, tanto os dados da dona Cleide, que gerencia um blog de receitas, quanto algum empresário que administra uma mega corporação, estão disponíveis no Whois.

Esse protocolo atua como um sistema que traz informações básicas de cada pessoa que efetua um registro de domínio, tais como nome, telefone e e-mail.

O que é Whois

Diante do que foi explicado, é possível definir o Whois como um diretório público onde é possível pesquisar quem é o proprietário de um domínio ou IP.

Em termos técnicos, o Whois consiste em um protocolo de controle de transmissão, também conhecido como TCP (Transmission Control Protocol).

De um modo geral, o Whois funciona da seguinte maneira: indivíduos, empresas e organizações criam os seus sites. Para isso, necessitam de um domínio.

O serviço de registro de domínio é oferecido pela instituição internacional conhecida como ICANN, responsável por cuidar de questões referentes à Internet.

Quando o registro é realizado, as informações coletadas são enviadas para um banco de informações do Whois.

Essas informações geralmente podem ser acessadas pelo público. No entanto, algumas empresas de web hosting podem fornecer Whois privado diante do pagamento de uma taxa.

Quem quer solicitar o Whois de uma determinada página, basta acessar um site que possibilite a consulta online. Um exemplo disso é o site Who.is.

É importante salientar também que a base de dados do Whois não é centralizada. Ou seja, não há um site oficial em que ele possa ser acessado. 

Uma das maneiras de acessá-lo é por meio do site da ICANN. Sendo assim, para efetuar a pesquisa, basta digitar o domínio e as informações que você quer encontrar.

Um breve histórico do Whois

Esse protocolo surgiu nos primórdios da internet, durante o período da Guerra Fria. 
Foi no ano de 1982 que o Whois surgiu como um catálogo para trazer informações aos que acessavam a rede. Já nos anos 90, quando o “www” se consolidou popularmente, o Whois adquiriu ainda mais relevância.

Durante o final da década de 90 a entidade ICANN se fortaleceu como órgão internacional de controle e gerenciamento da internet. Com isso, essa entidade ficou encarregada de cuidar do Whois. 

Entre os benefícios desse armazenamento de informações no Whois é possível citar: 
  • Inibe o envio de spams, auxilia a proteção de direitos autorais e ainda combate outras práticas nocivas ao ambiente online.
  • Facilita o encontro de informações de contato para um site se a sua intenção for efetuar a aquisição de um domínio.
  • Confere mais responsabilidade para os proprietários de domínios.
  • As informações que você vai encontrar no Whois

Entre os dados que podem ser encontrados estão algumas informações básicas, tais como telefone, endereço e o nome da pessoa que efetuou o registro.

Além disso, pode também ser encontrada a data de criação original e do vencimento de registro.

Vale mencionar que, de acordo com as leis de cada país, algumas informações não necessitam se relevadas. No Brasil, por exemplo, os domínios de pessoas físicas registradas no site Registro.br se tornam isentos de armazenar telefone e endereço no Whois.

Apesar das evidentes vantagens, há aqueles usuários inseguros em relação à existência do Whois e a privacidade dos proprietários de sites.

Porém, é importante destacar que as regras para a divulgação de informação são rígidas. Inclusive, anualmente empresas de registro devem enviar um aviso alertando que os proprietários de domínios devem atualizar as suas informações no Whois.

Caso haja a presença de dados equivocados, o domínio fica “na geladeira” até que a questão seja devidamente solucionada. 

Tais normas são assinadas de maneira virtual quando alguém obtém um domínio. Elas fazem parte dos termos de condições e é importante que ele seja lido pelo usuário.

Além disso, no ano de 2004, com o intuito de fortalecer a privacidade, a ICANN exigiu dos usuários o comprometimento de não utilizar comercialmente as informações coletadas.

O fato é que cada vez mais novas medidas são estudadas e adotadas, sempre com o intuito de garantir a segurança e a privacidade das pessoas na internet.

Conclusão

O Whois é um protocolo importante para identificar o proprietário de um site. Graças a ele, é possível assegurar a autenticidade dos donos de domínios, evitando fraudes e facilitando a solução de eventuais problemas.

Portanto, o Whois é a prova que hoje em dia a questão da credibilidade e privacidade de dados é um assunto sério na internet.

Nenhum comentário

Imagens de tema por Ollustrator. Tecnologia do Blogger.