Header Ads

Servidores de Cotia ocupam prefeitura e almoçam esfihas

Hoje é o sexto dia de paralisação, algumas escolas municipais ainda não retornaram as aulas por conta da greve.


O sexto dia de manifestação dos servidores públicos de Cotia está acontecendo de forma diferente dos outros dias nesta segunda-feira (6), um grupo de cerca de 50 servidores ocupam a Prefeitura de Cotia. Outro grupo continua a manifestação do lado de fora do paço municipal.

A Guarda Civil de Cotia tentou impedir a entrada dos manifestantes, porém vários servidores conseguiram ficar do lado de dentro. Por volta das 13 horas, foram entregues aos manifestantes esfihas de uma rede de fast food, além de garradas de água. 


Segundo o SINTRASP, sindicato que representa a categoria a ideia é ocupar a prefeitura até serem atendidos "sem resposta do prefeito, os Servidores estão acampados na Prefeitura. A luta segue até sermos atendidos" disse na página do Facebook.

As únicas manifestações públicas prefeito Rogério Franco (PSD), foi por meio de sua página no Facebook no qual afirmou que os dias parados serão descontados na folha de pagamento dos funcionários e a entrevista à rede Globo quando disse que não voltaria atrás de suas decisões.

Hoje é o sexto dia de paralisação, algumas escolas municipais ainda não retornaram as aulas por conta da greve.


Entenda as reivindicações dos servidores:

No último mês, a câmara de Cotia aprovou três projetos de lei complementar enviadas pelo prefeito Rogério Franco (PSD), tais projetos alteram a previdência do setor público para os cargos de defesa civil, agentes de trânsito, guardas municipais e magistérios.


Na prática as PLCs alteram os planos de carreiras e retira gratificações dos profissionais, outro fator apresentado nas leis está a obrigatoriedade de curso superior para os cargos de Agentes de trânsito, defesa civil e guarda civil. Já para o magistério, para que haja promoções os profissionais devem comprovar cursos de aperfeiçoamento.

Para o presidente do SINTRASP, Antônio Rodrigues dos Santos a votação aconteceu no calar da noite.“Mais uma vez estamos lidando com uma atitude na calada da noite por parte da Prefeitura e da Câmara Municipal. Mas o Sintrasp está atento e vamos agir contra essa nova tentativa de retrocesso. Aguardamos a presença maciça da categoria para fazermos forte pressão” disse.

Acesse os textos das leis:

CLIQUE AQUI E VEJA O PLC 12/2018 (AGENTES DE TRÂNSITO E DEFESA CIVIL)

CLIQUE AQUI E VEJA O PLC 13/2018 (GCM)

CLIQUE AQUI E VEJA O PLC 14/2018 (MAGISTÉRIO)

A Prefeitura de Cotia disse em nota que as propostas foram necessárias para atender exigências legais e assegurar o equilíbrio financeiro do município, ainda segundo a Prefeitura os ajustes priorizam a revisão dos critérios para concessão de benefícios, a fim de garantir a valorização dos servidores públicos municipais e o estabelecimento de requisitos que dêem oportunidades iguais a todos os profissionais, não houve supressão de direitos, logo, os direitos adquiridos estão mantidos e serão respeitados.

*Fotos: SINTRASP.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.