Header Ads

"Não vou voltar atrás nas minhas decisões" diz prefeito de Cotia sobre a greve dos servidores

Prefeito disse que está fazendo o bem para 250 mil habitantes.


Parte dos servidores públicos de Cotia, estão em greve por causa de cortes de benefícios e mudanças nos planos de carreira dos trabalhadores. Na manhã desta quarta-feira (1º), funcionários públicos protestaram mais uma vez em frente ao prédio da Prefeitura. As escolas municipais, o Serviço social e parte da Guarda Civil estão afetados.

Entre os cortes, está o fim da "sexta parte", uma bonificação para quem completava 20 anos de trabalho. Sônia Lopes é professora há 28 anos e teve aumento de 20% quando completou 20 anos de profissão. “Faz uma boa diferença no salário” disse uma das professores.

As escolas municipais,que deveriam voltar às aulas na segunda-feira (30), ainda não retornaram. Professores entregaram um aviso para os pais para explicar o motivo da paralisação. A Prefeitura disse que apenas 30% das escolas estão paralisadas, já os grevistas dizem que é a maior parte.

O prefeito Rogério Franco (PSD) disse à rede Globo que não retornará com os benefícios. “Eles tentam fazer uma pressão no sentido que eu volte atrás nas minhas decisões, eu não vou voltar atrás nas minhas decisões. A minha convicção é que estou fazendo o bem para 250 mil habitantes, para resolver os problemas da cidade

"Infelizmente tivemos que tomar essa iniciativa impopular para que a gente fizesse realmente fazer o que precisa ser feito nos outros segmentos da nossa cidade", alegou o prefeito.

*G1.
Imagens de tema por Ollustrator. Tecnologia do Blogger.