Main Slider

GCM de Embu é executado com mais de 20 tiros; Esposa foi presa por suspeita de ter participado do crime

Guarda Civil foi morto na madrugada desta sexta-feira (4) com 20 tiros enquanto dormia; Quatro pessoas foram presas suspeitas de participarem do crime, uma dela é a esposa.



Um guarda civil municipal de Embu das Artes, foi executado com mais de 20 tiros na madrugada desta sexta-feira (4) enquanto dormia. Manoel Pinheiro Teixeira Neto foi morto em casa, na Estrada Velha de Cotia, no Jardim Colonial. 

Segundo a GCM por volta das 2h20 da madrugada, o Centro de Comunicação da GCM recebeu o chamado da esposa da vítima sobre uma possível invasão a sua residência. Ao chegar, a equipe se deparou com Teixeira deitado na cama, sem vida, com diversas perfurações de arma de fogo, além de muitos projéteis na cama e no chão do quarto.

Em nota a prefeitura de Embu das Artes lamentou a morte do servidor "A Prefeitura de Embu das Artes lamenta profundamente o falecimento do Guarda Civil Municipal Manoel Pinheiro Teixeira Neto, de 42 anos, assassinado em sua residência na madrugada desta sexta-feira, 04/06.Teixeira fazia parte da primeira turma da GCM de Embu das Artes e era muito querido e respeitado por todos".

Esposa presa suspeita de ter participação no crime:

A polícia prendeu três homens envolvidos na morte de Manoel Teixeira. Um deles é amante de Jéssica, mulher da vítima.

Jéssica deu uma versão que os agentes não acreditaram de início. Ela contou que acordou no meio da madrugada para ver a bebê do casal. Quando estava na sala, escutou os disparos e se jogou no chão para proteger a criança.
Porém, no depoimento houve versões conflitantes, o que levou a prisão de Jéssica.

Os agentes de segurança foram até a casa de familiares de Jéssica. Lá, eles encontraram as duas armas do GCM. Uma delas tinha sido furtada há cerca de 15 dias.

Além do amante de Jéssica, os policiais também prenderam o irmão dela por participação no crime. O terceiro suspeito estava em posse de uma das armas da vítima. Um outro homem foi levado à delegacia para averiguação.

O casal esteve em um bar, onde a polícia suspeita que Jéssica embriagou o marido. Quando voltaram para casa, ela abriu a porta para os criminosos assim que Manoel dormiu. Ele foi executado com 22 tiros que saíram da própria arma do GCM.

*Com informações de Band e R7.