Main Slider

Cotia: Sindicato faz mobilizações em empresas em apoio aos protestos contra Bolsonaro no sábado (19)

Mobilizações desta sexta-feira (18) foram realizadas pelo Sindicato dos Químicos Unificados nas empresas Yamá e AstraZeneca; sindicalistas dialogaram com os trabalhadores sobre a situação atual da pandemia e também se posicionaram em defesa do auxílio emergencial de R$ 600

Protesto em frente a AstraZeneca. Foto: Natália de Moura / Químicos Unificados 



O Sindicato dos Químicos Unificados realizou na manhã desta sexta-feira (18) mobilizações em duas empresas localizadas em Cotia. Os atos foram em apoio aos protestos nacionais marcados para ocorrerem neste sábado (19), contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

As mobilizações aconteceram nas empresas Yamá, no Parque Alexandra, e na AstraZeneca, no Moinho Velho. Além de pedir apoio às manifestações de sábado, os sindicalistas dialogaram com os trabalhadores sobre a situação atual da pandemia, como a crise econômica sanitária, e também se posicionaram em defesa do auxílio emergencial de R$ 600.

Mobilização em frente a Yamá. Foto: Natália de Moura / Químicos Unificados  


A mobilização de hoje foi marcada pelas centrais sindicais em locais de trabalho e terminais de transporte público. Os sindicalistas argumentam que a mobilização ajudará, como orientação, para o cumprimento de protocolos sanitários no ato nacional que vai ocorrer amanhã (19), em pelo menos 246 cidades no Brasil.

Em Cotia, um ato contra Bolsonaro está marcado para ocorrer neste sábado na Praça da Matriz, às 13h. Leia mais aqui.