Main Slider

2ª dose da Coronavac para ser aplicada em professores foi entregue em Cotia, afirma estado de SP

Prefeitura de Cotia alega, no entanto, que suspendeu a aplicação da segunda dose da vacina porque não havia recebido do governo de SP. Das 68 mil doses recebidas, a cidade ainda não aplicou 12,5 mil

 




A Secretaria de Estado da Saúde informou ao Cotia e Cia nesta quinta-feira (13) que a remessa contendo a segunda dose da Coronavac, para ser aplicada em profissionais da educação com mais de 47 anos, foi entregue ao município na semana passada.

A secretaria também afirmou que o carregamento com a segunda dose do imunizante para idosos foi entregue em abril.

A Prefeitura de Cotia, no entanto, suspendeu a aplicação da segunda dose para os dois públicos, alegando que o estado não havia enviado novas remessas para a cidade.


 
“A vacinação de 2ª dose contra a Covid-19 agendada para segunda-feira (10/05) e terça-feira (11/05), para trabalhadores da educação 47+ e idosos 65+, respectivamente, está suspensa. Como não houve o envio de novas doses da Coronavac ao município, pelo Governo do Estado/Ministério da Saúde, a medida de suspensão da vacinação nesses dias teve que ser adotada. Assim que chegar uma nova remessa deste imunizante será imediatamente programada a ação de vacinação e faremos a divulgação pelos canais oficias da Prefeitura”, diz a prefeitura em publicação nas redes sociais.

O mesmo foi informado nesta quarta-feira (12) pela gestão Franco. A segunda dose, que seria aplicada em idosos com mais de 64 anos, também foi suspensa, segundo a prefeitura, pelo mesmo motivo.


 
“A suspensão se deu por conta do não envio de novas doses da Coronavac ao município, pelo Governo do Estado/Ministério da Saúde. Assim que uma nova remessa deste imunizante for entregue, a campanha de vacinação será programada imediatamente e divulgada nos nossos canais oficias da Prefeitura.”

Essa confirmação, por parte da administração municipal, foi feita novamente ao Cotia e Cia nesta manhã. “Assim que a cidade receber novo carregamento deste imunizante, a ação de vacinação será imediatamente realizada”. Porém, a prefeitura não comentou sobre a afirmação feita pelo estado de São Paulo sobre o envio das doses.

Mais tarde, a Secretaria de Saúde de Cotia ainda reforçou que segue aguardando o envio de novas doses pelo estado. "Desde o dia 10 de maio que a cidade não conta mais com doses da vacina do Instituto Butantan e a campanha segue com doses da Fiocruz", disse em comunicado, contrariando as informações do governo de São Paulo.   

PROFESSORES ESTÃO PREOCUPADOS COM O INTERVALO

Nas redes sociais, professores das redes municipal e estadual estão manifestando preocupação em relação ao intervalo das vacinas. A categoria recebeu a primeira dose no dia 12 de abril.

Estudos publicados sobre a Coronavac se referem a uma eficácia de até 73,8% contra o coronavírus se o intervalo entre as doses estiver entre 14 e 28 dias. Não há dados científicos sobre eficácia em relação a prazos maiores do que esse.

MAIS DE 12 MIL DOSES RECEBIDAS NÃO FORAM APLICADAS

Segundo o Vacinômetro, portal do governo paulista que disponibiliza informações sobre as aplicações da vacina em todos os municípios do estado, Cotia recebeu, até esta quinta-feira (13), 68.084 doses, mas aplicou 55.526, ou seja, 77% das doses recebidas. São 12.558 doses entregues para a Secretaria Municipal de Saúde que ainda não foram aplicadas.

Procurada, a Secretaria de Saúde de Cotia não comentou sobre o assunto até o fechamento desta reportagem.

(ESSA REPORTAGEM FOI ATUALIZADA ÀS 14H04 DO DIA 14/05/2021 COM A INFORMAÇÃO DO COMUNICADO DA SECRETARIA DE SAÚDE DE COTIA, QUE CONTRARIA O GOVERNO DE SP) 

Reportagem: Neto Rossi