Main Slider

Cotia começa 2021 com 179 casos a mais de Covid-19

Primeiro boletim divulgado este ano aponta 6.401 casos confirmados desde o início da pandemia; os dados são da Secretaria Municipal de Saúde.


Cotia começou o ano de 2021 com aumento preocupante de contágio da Covid-19. Do dia 30 de dezembro de 2020 até essa segunda-feira (04/01), quando foi divulgado o primeiro boletim epidemiológico do ano, foram registrados 179 casos a mais da doença, segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde. Hoje o município já tem 6.401 casos confirmados desde o início da pandemia. 

Neste mesmo período, foram confirmadas mais quatro mortes, elevando o número de óbitos para 243. Dois homens, um de 69 e outro de 74 anos, e duas mulheres, uma de 79 e a outra de 59 anos, foram as últimas vítimas da covid. 

A cidade segue com 25 pacientes internados com sintomas da infecção e 91 aguardam o resultado do exame em isolamento domiciliar. 

A Prefeitura de Cotia divulgou uma nota nesta segunda-feira (4) referente ao número de pacientes que se recuperaram da doença. De acordo com o último boletim, o total foi de 6006, o que representa uma taxa de 94%, enquanto a taxa de letalidade é de 4%. 

“Mesmo com taxa de letalidade baixa, a Secretaria de Saúde reconhece o impacto da doença na vida das pessoas e no serviço de saúde, portanto, a recomendação é para que as pessoas sigam usando máscaras sempre que precisarem deixar as suas casas, mesmo que o percurso seja curto e a permanência pequena. A higienização das mãos e o uso de álcool gel é fundamental para evitar a contaminação, além disso, não se deve cumprimentar com abraço, beijo e evitar pegar nas mãos de outras pessoas respeitando o distanciamento social para evitar o espalhamento do coronavírus”, disse trecho da nota. 

A prefeitura ainda reforçou que quem apresentar sintomas da Covid-19 deve procurar atendimento na UPA Atalaia ou nos Pronto Atendimentos do Parque São George e de Caucaia do Alto. Nestes locais, segundo a prefeitura, foram montados protocolos e adaptações necessárias para o atendimento seguro de pacientes com suspeita da doença.