Main Slider

Erro no sistema da Enel faz cotiano ficar 4 dias sem energia elétrica


Caso aconteceu em Caucaia do Alto. O motoboy Alan Pereira já tinha parcelado a dívida, mas a nota de corte não foi cancelada pela empresa 


Corte de energia também ocorreu no Jd. Monte Santo. Consumidor ficou mais de 24 horas sem luz  Foto: Reprodução


O motoboy Alan Bianco Pereira Celestino, morador do Jd. Vitória, em Caucaia do Alto, chegou a ficar quatro dias sem energia elétrica em sua residência. A Enel Distribuição São Paulo cortou a sua luz no dia 14 de dezembro e só religou no dia 18. Acontece que Alan já havia parcelado a dívida de suas contas. 

O mesmo aconteceu com o servidor público Alex Doldan, morador do Jd. Monte Santo, em Cotia. Segundo a Enel, o consumidor estava com quatro contas atrasadas, que dava algo em torno de R$ 500. Mas, na verdade, só estava com uma. Mesmo assim, recebeu a ligação de um vizinho dizendo que sua energia havia sido cortada. O corte ocorreu na quinta-feira da semana passada (17/12) e o serviço só foi restabelecido 29 horas depois. 

Alan, que ficou quatro dias sem luz elétrica, disse que foi até a Enel em Cotia fazer a reclamação no mesmo dia. Uma atendente reconheceu o erro e garantiu que religariam de imediato. Acontece que passaram 24 horas e nada do serviço voltar. Alan então retornou à Enel e constava que a energia tinha sido ligada, mas de outra casa, e não na dele. 

“Abri então outro pedido para ligarem. E, novamente, foram em uma casa errada. Só foram ligar aqui de casa mesmo na noite de sexta-feira (18)”, disse. 

A esposa de Alex também se dirigiu até a Enel e teve, como resposta, que foi um ‘erro no sistema’. “Eu já tinha puxado no sistema, aí constava que tinham quatro contas em atraso. Aí eu mandei para ela [esposa] os protocolos das contas que eles estavam cobrando. A atendente disse que foi um erro no sistema. Se ela não vai reclamar, ia pagar quatro contas, que somam mais de R$ 500”, relatou. 

A Enel disse ao Cotia e Cia que no caso de Alex, a instalação foi cortada devido a um débito de R$104,43, referente ao mês de agosto. Mas no sistema da empresa constavam quatro contas vencidas, como mostra a imagem abaixo. 
Enel disse que uma conta estava atrasada, mas na verdade, cobrava por 4



Já no caso de Alan, a Enel disse que o corte ocorreu devido a um débito de R$583,24. No entanto, ele já tinha parcelado a dívida e a empresa assumiu que “por um erro do sistema a nota de corte não foi cancelada”.