Main Slider

Em última sessão do ano, câmara aprova títulos de cidadãos cotianos para 5 representantes evangélicos

Projetos aprovados são de autoria do vereador não reeleito Marcos Nena; em recesso, câmara só retorna as atividades em fevereiro 

Câmara só retorna em fevereiro 



A Câmara Municipal de Cotia realizou a última sessão de 2020 nesta terça-feira (15/12). Após usarem a tribuna para fazer seus agradecimentos, os vereadores aprovaram cinco projetos de decreto legislativo, que concedem títulos de cidadãos cotianos para representantes de igrejas evangélicas. Todos os projetos são de autoria do vereador não reeleito Marcos Nena (Republicanos).  

Foram contemplados os pastores Nehemias Gomes Lins, Antonio Pereira dos Santos e Natanael do Carmo Soares, além dos bispos Paulo Philla e Iva Philla. Os demais projetos de lei não foram votados em razão do pedido de vistas feito pelo vereador da oposição, Eduardo Nascimento (PSB). 

Na tribuna, os parlamentares falaram sobre as eleições deste ano, a pandemia e a situação do prefeito afastado Rogério Franco. Não reeleito para o 6º mandato, Arildo Gomes (MDB) disse que “o guerreiro está ferido, mas não morto”. “Agradeço a minha família e ao povo cotiano por cinco mandatos exercidos.” 

Paulinho Lenha (MDB) chegou a dizer que os vereadores fizeram bem o papel de “cobrar e fiscalizar o executivo”. Já Tim, defendeu Rogério Franco ao mencionar que ele “vai sair dessa situação, vai conseguir encaminhar e dar continuidade ao nosso trabalho.” 

O presidente da câmara, Dr Castor Andrade (PSD), ressaltou o problema com a pandemia e alertou a população para manter o distanciamento social. O parlamentar não mencionou o processo de cassação de Rogério Franco e nem a sua possível posse, caso o Tribunal Superior Eleitoral suspenda a liminar que deixaria Franco no cargo. 

Em recesso, a Câmara Municipal de Cotia só retorna agora no mês de fevereiro.