Main Slider

Prefeitura publica nota sobre hospital de campanha de Cotia; 4 dos 50 leitos tem respiradores

Nota de esclarecimento foi publicado após denúncias levantadas por jornalista.


A Prefeitura de Cotia divulgou em seu site oficial e enviou para alguns poucos jornalistas uma nota de esclarecimento sobre o hospital de campanha da cidade que atende pacientes com o Covid-19. 

Segundo a nota, o Centro de Combate e Referência ao Coronavírus de Cotia tem 50 leitos, sete são de UTI e apenas quatro têm respiradores para pacientes graves que precisarem de intubação.

Até o dia 18 de maio hospital de campanha havia atendido 2.294 pacientes, destes, 1.011 foram tratados como casos suspeitos da Covid-19 e 142 tiveram resultado positivo depois de serem submetidos ao teste rápido. Foram anotados ainda 8 óbitos suspeitos de Covid-19, destes 3 foram confirmados, 3 descartados, 1 está em investigação (morador de Cotia) e há 1 óbito de morador de outro município em investigação. Noventa e nove pacientes ficaram internados no Centro de Combate e Referência ao Coronavírus, até 18 de maio.

A nota ainda revela que inicialmente, os profissionais que atenderam possuíam vínculo com o Instituto Bom Jesus (IBJ) e agora, diante da mudança de cenário da pandemia, foi realizado o processo seletivo simplificado para contratações temporárias.

Em relação aos EPI’s, a Prefeitura informou que os funcionários contam com os equipamentos necessários para realizarem o trabalho em segurança. Foi feita uma doação de cobertores para o local e é possível atender a demanda de pacientes que ocupam os leitos neste momento.


VEJA A NOTA NA ÍNTEGRA AO FIM DA MATÉRIA

A nota de esclarecimento foi publicada após reportagem do jornalista José Rossi Neto no jornal O repórter regional, onde o profissional levantou depoimentos de funcionários que relataram falta de EPIs, demissões em massa, óbitos de pacientes abafados entre outras denúncias (confira a reportagem completa clicando aqui).

Após a reportagem o prefeito da cidade Rogério Franco (PSD) chegou a criticar a reportagem em live "O hospital de campanha foi pauta de crítica de um meio de comunicação que, no meu ponto de vista, é de uma irresponsabilidade muito grande criticar um equipamento público que vem de encontro com a necessidade da população". Apesar disso segundo o jornalista a prefeitura não respondeu seus questionamentos de forma oficial.

Neste domingo (24) José Rossi Neto voltou a publicar reportagem sobre o tema, desta vez trazendo fotos e vídeos de leitos sem equipamentos e sem respiradores. Apesar da contatação, a própria prefeitura disse que apenas 4 leitos tem equipamentos de emergência como respiradores.

Íntegra da nota da Prefeitura:

A Prefeitura de Cotia esclarece que o Centro de Combate e Referência ao Coronavírus de Cotia está funcionando de forma adequada e respeitando todos os critérios médicos e sanitários para salvar vidas neste momento de pandemia do novo Coronavírus.

O hospital de campanha foi construído pela Prefeitura em duas semanas e está em funcionamento desde o dia 6 de abril. O local oferece 50 leitos, destes, sete são de UTI e quatro têm respiradores para pacientes graves que precisarem de intubação.

Os leitos são individuais e estão separados por alas: amarela, laranja e vermelha para separação dos pacientes por grau de agravamento da situação. Sendo a ala amarela para pacientes com sintomas mais leves (que precisam de internação) e, vermelho para pacientes graves que precisam da UTI.

Até o dia 18 de maio, o hospital de campanha havia atendido 2.294 pacientes, destes, 1.011 foram tratados como casos suspeitos da Covid-19 e 142 tiveram resultado positivo depois de serem submetidos ao teste rápido. Foram anotados ainda 8 óbitos suspeitos de Covid-19, destes 3 foram confirmados, 3 descartados, 1 está em investigação (morador de Cotia) e há 1 óbito de morador de outro município em investigação. Noventa e nove pacientes ficaram internados no Centro de Combate e Referência ao Coronavírus, até 18 de maio.

Inicialmente, os profissionais que atenderam possuíam vínculo com o Instituto Bom Jesus (IBJ) e agora, diante da mudança de cenário da pandemia, por meio de Processo Seletivo - dando ampla publicidade para que todas as pessoas interessadas participassem- a Prefeitura fez a contratação temporária.

Portanto, todas as contratações foram feitas respeitando critérios técnicos, de formação e experiência de cada profissional.

Para funcionamento do Centro de Combate e Referência ao Coronavírus a Prefeitura conta com os profissionais: almoxarifado, assistente administrativo, assistente social, auxiliar administrativo, controlador de acesso, auxiliares de farmácia, auxiliar de faturamento, copeiras, enfermeiros, enfermeiro de UTI, enfermeiro RT, farmacêutico, fisioterapeutas, nutricionista, fonoaudiólogos, motoristas, psicólogo, recepcionistas, técnicos de enfermagem, técnicos de enfermagem de UTI, técnico de radiologia.

Em relação aos EPI’s, a Prefeitura informa que os funcionários contam com os equipamentos necessários para realizarem o trabalho em segurança. Foi feita uma doação de cobertores para o local e é possível atender a demanda de pacientes que ocupam os leitos neste momento.

Diante de um cenário de muitas notícias falsas, a Prefeitura de Cotia segue trabalhando - acompanhada da ciência e dos técnicos de saúde - para sairmos o mais rápido possível deste difícil momento.