Main Slider

Vírus que causa febre hemorrágica foi registrada pela primeira vez em Cotia nos anos 90

Vírus Sabiá, ganhou esse nome por ter devido o nome do bairro onde a primeira paciente provavelmente se infectou.


O Ministério da Saúde confirmou na última semana a morte de um homem por febre hemorrágica brasileira, causada por um novo tipo de arenavírus descoberto no país. O último caso da doença no Brasil foi relatado há mais de 20 anos.

A vítima é um homem de 52 anos, morador de Sorocaba que tinha passado férias em Eldorado, no Vale do Ribeira, no Sul do estado de São Paulo. Entre o início dos sintomas, em 30 de dezembro, e o óbito, em 11 de janeiro, o paciente passou por três hospitais diferentes, nos municípios de Eldorado, Pariquera-Açu e São Paulo, sendo o último o Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFM USP). Não houve histórico de viagem internacional e ainda não está confirmada a origem da contaminação do paciente.

O que pouca gente sabe é que a primeira vítima do Vírus Sabiá teria se infectado no bairro Jardim Sabiá em Cotia, por isso o vírus foi batizado de Vírus Sabiá. O caso foi registrado no início da década de 1190, a vítima, uma mulher de 25 anos, relatou ter viajado para Cotia, dez dias antes ao início dos sintomas. Após o óbito, foi identificado que se tratava de um novo vírus da família Arenaviridae (arenavírus).

A síndrome febril hemorrágica brasileira é uma infecção causada por contaminação por um arenavírus. A transmissão ocorre por meio da inalação de partículas formadas a partir da urina, fezes e saliva de roedores infectados.

Informações: Veja.

Postar um comentário

0 Comentários