Header Ads

Time de Caucaia do Alto homenageia a Chapecoense

A milhares de quilômetros de Chapecó, time da Capelinha (Cotia-SP) homenageia Chapecoense e sonham em jogar na Arena Condá.

Time tem camisa com 71 estrelas, que representam o número de pessoas que morreram no acidente.

No dia 29 de novembro de 2016, o Brasil acordou com uma notícia que comoveu o mundo. O avião dos guerreiros de Chapecó caiu a poucos quilômetros de seu destino na Colômbia, onde a Chapecoense realizaria a primeira partida da final da copa sul-americana daquele ano.

A milhares de quilômetros de Chapecó e ainda mais longe da Colômbia, um time amador recém criado do bairro da Capelinha em Caucaia do Alto-Cotia (SP) resolveu homenagear as 71 pessoas que perderam a vida no trágico acidente.

16 dias após a queda do avião, nasceu a Chapelinha "Não sabíamos qual nome por no time, então veio a ideia de homenagear eles. Como nosso bairro se chama Capelinha, colocamos um H e virou o time Chapelinha Fc" disse Jessé Mendes, o presidente e técnico da Chapelinha.

Além do nome, o time amador de Caucaia do Alto ainda criou um escudo baseando-se no clube catarinense, a réplica muda apenas o nome e na parte interna foi incluída uma igrejinha simbolizando o nome do bairro. A estrela amarela tem o número 71, número de pessoas que faleceram no acidente, no uniforme também é encontrado 71 estrelas espalhadas por toda a camisa.

Escudo da Chapelinha é baseado quase que integralmente ao da Chapecoense.

A Chapelinha ainda está longe de chegar perto do clube de Chapecó, que mesmo após a tragédia se reergueu e joga a séria A do campeonato Brasileiro. O time da Capelinha participou apenas de festivais de várzea e neste ano participará da Série B do campeonato municipal de Caucaia do Alto buscando acesso a primeira divisão do campeonato da cidade.

Chapelinha já coleciona alguns troféus.

Apesar de ser um time de futebol, o time da Chapelinha quer muito mais que ganhar campeonatos.

"Queremos tirar jovens que estão propensos a entrarem no mundo das drogas e trazê-los para praticar um esporte" - Jessé Mendes.

Durante a conversa com o técnico, perguntamos se eles já conhecem a cidade de Chapecó e ele nos revelou um sonho "Não conhecemos, mas é nosso sonho. Quem sabe um dia jogar naquele estádio (Arena Condá)", Completa Jessé.

Jessé Mendes posa para foto embaixo da bandeira da Chapelinha.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.