Main Slider

Paciente aguarda 9 horas por resultado de teste rápido de Covid-19 em Cotia

Segundo a paciente os leitos do Centro de Combate ao Coronavírus não tinha cobertores; Nesta madrugada Cotia teve mínima de 12ºC.


Josélia Domingo de 32 anos aguardou mais de 9 horas para receber o resultado do teste rápido de Covid-19 no Centro de Combate ao Coronavírus em Cotia. 

Ela contou que foi encaminhada ao local após ir até a UPA do Atalaia com alguns sintomas gripais, ao chegar no hospital de campanha foi feito o exame de teste rápido para Covid-19 por volta das 00h50 deste domingo (26), porém o resultado do teste rápido que fica pronto em até 20 minutos foi comunicado a paciente apenas às 10 horas da manhã, mais de 9 horas desde a coleta do exame. O teste deu negativo.

Segundo Josélia, ela pediu várias vezes o resultado "Todas as vezes que questionei sobre a vinda da pessoa para [me informar] o resultado, fui informada que estava em intercorrências e que não poderia me atender." 

Nesta madrugada a temperatura mínima foi 12ºC em Cotia, com o frio a paciente pediu um cobertor já que passaria a noite no local "depois de muito pedir me deram apenas um lençol para que eu passasse essa noite. Questionado sobre as condições o enfermeiro mandou eu ligar em casa e pedir cobertor" disse.

Um vídeo gravado pela paciente mostra a cama coberta por um papel lençol e um lençol de pano, veja:



Josélia reclamou nas redes sociais e após isso e a troca do plantão, ela  informou a reportagem que o tratamento mudou "Com a troca de plantão e as minha reclamações o tratamento mudou".

A paciente continua no hospital de campanha e a equipe médica monitora a paciente para eventual evolução em seu caso já que o teste rápido pode dar "falso negativo". 

Segundo o ministério da saúde o teste rápido de anticorpos para o novo coronavírus (Sars-CoV-2) pode ser usado como apoio para a avaliação do estado imunológico de pacientes que apresentem sintomas da Covid-19. Basicamente, esse tipo de exame aponta se a pessoa teve ou não contato com o vírus. Quando uma pessoa entra em contato com o vírus, o organismo inicia a produção de anticorpos como um mecanismo de defesa. No entanto, é preciso aguardar alguns dias até que a quantidade desses anticorpos seja detectável em um teste (janela imunológica). 

Segundo apuração da reportagem o hospital de campanha de Cotia tem cerca de 12 pacientes internados. Na sexta-feira (24) o Cotia e Cia questionou a prefeitura sobre a quantidade de leitos ocupados no centro de combate ao coronavírus, mas a mesma não retornou nossos contatos.

A prefeitura foi questionada sobre o ocorrido com a paciente Josélia, mas a assessoria não retornou nosso contato. Caso o faça a matéria será atualizada.