Main Slider

Polícia Rodoviária recebe representantes de motociclistas para tratar sobre corredor na Raposo Tavares

Polícia Rodoviária deve criar um grupo de trabalho para buscar métodos de diminuir acidentes.


Foi realizado nesta semana uma reunião entre a Polícia Rodoviária e representantes de motociclistas para tratar de um assunto bastante polêmico, o uso do corredor nas rodovias paulistas, em especial na Raposo Tavares, Castelo Branco e Airton Sena.

Segundo o SINDIMOTO "O encontro serviu para sensibilizar à polícia rodoviária em relação as multas que estão sendo aplicadas no chamado corredor da rodovia e por aproximação de veículos". 

O sindicato ainda lembrou que " o Artigo 56 (proibição de circulação de motos nos corredores) do Código de Trânsito Brasileiro – CTB, foi vetado pelo então presidente da República Fernando Henrique Cardoso e que o Artigo 192 (guardar distância de veículos) que deve se considerar a velocidade e as condições climáticas do local, permitem o tráfego no corredor.

A Polícia Rodoviária justificou na reunião que essas ações visam a diminuição de mortes nessas rodovias e coibir os excessos cometidos pelos motociclistas. Para comprovar mostrou estatísticas da redução: em 2018 foram 31 mortes e em 2019, devido as ações, registrou-se 19 no mesmo período.

O Comandante Menemilton disse entender a preocupação do sindicato e criará um Grupo de Trabalho com objetivo de buscar mecanismos que diminuam ainda mais os acidentes, como campanhas educativas. Segundo o militar, a intenção da Polícia Rodoviária é educar antes de multar.


Para o Grupo de Trabalho serão convidados a CCE, administradora das rodovias, o DER, órgão do Governo Estadual de São Paulo que fiscaliza as rodovias e demais entidades como Abraciclo e outras.

Estiveram na reunião o Ten Cel PM Menemilton, Maj PM Marcel, Cap PM Julio Martins, Ten PM Lima Neto, Gilberto Almeida Santos (presidente do SindimotoSP e Rodrigo Silva (Diretor de Relações Institucionais SindimotoSP).

Neste ano motociclistas da região de Cotia já realizaram manifestação na Raposo Tavares contra a aplicação destas multas. Eles lembram que em horários de pico a rodovia se transforma em praticamente um estacionamento a céu aberto, sendo o corredor a única forma de se transitar com a motocicleta.

Postar um comentário

0 Comentários