Main Slider

Editorial: A "duplicação" da estrada de Caucaia virou pesadelo

O marketing é bom, porém a realidade é bem diferente.

A estrada de Caucaia do Alto tem 10km de extensão e é a principal via que leva e trás os mais de 60 mil moradores do distrito ( sem falar dos acessos a bairros de Vargem Grande Paulista ). 


Em 2014 a então Prefeitura "duplicou" a estrada até o Tijuco Preto, liberando o acostamento para tráfego, na época houve uma certa indignação dos moradores, já que pedestres e ciclistas ficaram sem ter por onde andar, porém, vale lembrar que o trânsito para veículos melhorou.

Rogério Franco (PSD) em seu plano de governo prometeu a "duplicação da estrada de Caucaia", lembramos que parte da estrada já está "duplicada" desde 2014. 

No fim do ano passado, em um evento que contou com a presença de autoridades foi assinado a ordem de serviço para que a empresa JOFEGE realizasse o recapeamento com guias, calçadas, abrigos de ônibus, entre outras melhorias. O projeto é orçado em 60 milhões de reais.

    

Até ai, apesar do equívoco no nome da obra chamando de "duplicação" o que na verdade é apenas um recapeamento, a atual gestão está cumprindo a promessa de campanha de melhorar a estrada.

O primeiro trecho das obras devem durar 6 meses (trecho do KM 1 ao 4) e o que era para ser benéfico aos moradores, neste momento simplesmente se tornou um pesadelo para quem precisa passar pela estrada, isso porque a obra não é uniforme, no trecho de 4 KMs tem pedaços com obras e outras não, o pior é que em algumas situações o atual asfalto é retirado e refeito 5, 10 ou até 15 dias depois. 

Com as chuvas de verão a situação se complica ainda mais, vários buracos que o motorista tem que praticamente parar o veículo para não quebrar, a noite, o perigo é grande para os motociclistas que em muitas vezes não conseguem ver os buracos da via.

No final da tarde os caucaianos ainda convivem com o congestionamento que em alguns dias chega 3 quilômetros.

Nas redes sociais não é difícil encontrar pessoas que tiveram prejuízos ou mesmo ferimentos físicos por conta da obra.

Reprodução/Facebook.

A obra é importante? Muito. É possível fazer com danos menores a população? Sim. Temos um exemplo bem próximo, a duplicação da Bunjiro Nakao está sendo feita com transtornos bem menores do que a população de Caucaia está passando.

A Prefeitura e o Prefeito mostra nas redes sociais a parte esteticamente bonita da obra "A maior obra viária da história da cidade é também um investimento no bem-estar da população!" disse o prefeito em uma publicação no Facebook.



Na assinatura da ordem de serviço, o Prefeito pediu paciência aos moradores "No primeiro momento, causará alguns transtornos, é inevitável que seja assim, mas é para melhorar. Valerá a pena” disse.


Paciência a população tem até demais. Se não, a obra já teria parado por protestos como acontecem em outros locais, mas não podemos nos calar diante dessa situação que trás prejuízos para motoristas e para comerciantes da estrada já que é quase impossível parar em um comércio.

Outro detalhe muito importante é que as obras acontecem em horário comercial, de segunda à sábado. Em nossa opinião seria possível realizar a obra no período noturno, afinal são 60 milhões de reais, dinheiro esse, público.