Header Ads

Suspeito de matar filha de 5 anos, pedreiro é preso em Cotia

Crime foi cometido dia 27 de dezembro, em Taboão da Serra. 

Reprodução Google.
A Polícia Civil investiga a morte de Beatriz Pereira Bury, 5 anos, ocorrida na tarde de quinta-feira (27), no Parque Monte Alegre, em Taboão da Serra, Região Metropolitana de São Paulo. Segundo a polícia, o principal suspeito é o pedreiro José Bury, 53 anos, pai da criança. Ele foi preso na manhã deste sábado (5), em Cotia, onde estaria escondido desde o crime.

A Justiça decretou a prisão preventiva dele. O pedreiro vai passar por audiência de custódia no fórum de Taboão da Serra.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública de São Paulo, no dia do crime, guardas municipais foram chamados e no local encontraram a criança no interior do quarto com hematomas no pescoço e no rosto coberto por um edredom e ao lado de um ursinho de pelúcia.

Em depoimento à polícia, a mãe da criança, Lucimara, 44 anos, disse que a filha costumava passar alguns dias com o pai e passou o Natal com ele. Como o pedreiro não levou a filha de volta na data combinada, ela foi ao local e não encontrou o ex-marido, apenas o celular dele, que foi apreendido.

Peritos e legistas estiveram no local do crime, registrado como homicídio qualificado no 1º Distrito Policial de Taboão da Serra.

*Informações: G1.

Nenhum comentário

Imagens de tema por Ollustrator. Tecnologia do Blogger.