Header Ads

Justiça marca nova audiência sobre processo que pode cassar mandato de Rogério Franco (PSD)

ATUALIZAÇÃO: Segundo informações da Folha de Cotia que foi confirmado pelo Cotia e Cia, a audiência para a cassação do prefeito de Cotia, Rogério Franco, e de seu vice, Almir Rodrigues, foi cancelada. O motivo do cancelamento foi pela ausência dos advogados de acusação da coligação “Cotia quer voltar a ser Feliz”, liderada pelo ex-prefeito Quinzinho Pedroso. Por enquanto, não há informações se terá uma nova audiência. Os advogados terão um prazo para se manifestarem. 

Acusação é de abuso de poder político e econômico nas eleições municipais.


A justiça Eleitoral marcou uma audiência para esta terça-feira (29), às 13h50, no Fórum de Cotia para tratar do processo que pede a cassação do prefeito Rogério Franco (PSD) e de seu vice, Almir Rodrigues (DEM), por abuso de poder político e econômico nas eleições de 2016.

A audiência deve contar com testemunhas da acusação e da defesa. Já que no despacho, a Justiça eleitoral pede que compareçam independente de intimação. "Designo audiência de instrução e julgamento para o dia 29.01.2019, às 13:50 hs, na sala de audiências da Vara Criminal do Fórum de Cotia. Saliento que as testemunhas deverão comparecer independentemente de intimação.

A ação, que pode desencadear na cassação de Franco e Rodrigues, vem desde 2017, quando a Justiça em 1ª instância mandou cassar, os seus mandatos. Em setembro do mesmo ano, o processo, que já estava em segunda instância, voltou para Cotia, após o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) ter aceitado o recurso dos advogados de defesa do prefeito.

Na época, Franco chegou a comemorar o fim do processo. O prefeito, ainda, esteve no plenário da sessão na Câmara Municipal, onde disse que contaria com o apoio dos 13 vereadores para prosseguir o mandato.


O processo foi proposto após denúncia da coligação “Cotia quer voltar a ser Feliz”, liderada pelo ex-prefeito Quinzinho Pedroso. Além da cassação da chapa Franco-Almir com a anulação da diplomação de ambos, o ex-prefeito Carlão Camargo (PSDB) pode perder seus direitos políticos no mesmo processo.

*Informações: TRE-SP e Folha de Cotia.



Um comentário:

  1. Os aposentados pela Prefeitura de Cotia. Cotiaprev. Não tem aumento há cinco anos. Isso é uma injustiça uma má administração. Isso é corrupção.

    ResponderExcluir

Imagens de tema por Ollustrator. Tecnologia do Blogger.