Header Ads

Justiça veta destruição da Praça dos Romeiros de Caucaia do Alto

Praça deve permanecer aberta e obra paralisada por ora.

A juíza Renata Meirelles Pedreno do Tribunal de Justiça da Comarca de Cotia acatou o pedido feito pelos advogados Jefferson Dennis Fischer, Leandro Mathias, Michel Da Silva e Valdir Andrade Viana e proibiu, por ora a destruição da Praça dos Romeiros em Caucaia do Alto.

"DEFIRO a tutela provisória e DETERMINO que o Município de Cotia se abstenha de realizar, por ora, qualquer obra na Praça dos Romeiros tendente a alterar sua atual destinação, sob pena de multa diária de R$ 10.000,00, limitada ao teto de R$ 50.000,00, no prazo de 24h do recebimento da presente decisão" despachou a magistrada.

A decisão foi divulgada no final da tarde desta quarta-feira (26), antes disso máquinas da Prefeitura já haviam destruído parte da praça como pode ser vista nessa foto exclusiva do Cotia e Cia.



A praça já está certada por tatames para fechá-la afim de iniciar as obras do novo Pronto Atendimento, sobre isso a juíza permitiu que a prefeitura mantenha até que o mérito seja discutido, mas frisou que a Praça tem que permanecer aberta "A fim de evitar gastos desnecessários para a Municipalidade, permito que os tapumes já instalados permaneçam no local enquanto se discute o destino da praça pública nesta ação, desde que viabilizado o acesso público ao interior da citada praça."

Defensores da Praça:

Integrantes da igreja católica, sociedade civil, um vereador e representantes da Prefeitura de Cotia se reuniram no Salão Paroquial em Caucaia na última segunda feira (24). Durante a reunião vários moradores se mostraram indignados já que é o principal local de atrações culturais como shows, feira, teatro, etc. Ficou decidido que uma comissão formada pelos moradores e representantes da igreja católica devem ser recebidos pelo Prefeito nos próximos dias, além disso houve a promessa de envio do projeto para que a sociedade pudesse acompanhar.

Uma petição na internet que pede a troca do local da obra já conta com mais de 1.700 assinaturas (clique aqui e acompanhe).

Os advogados Jefferson Dennis Fischer, Leandro Mathias, Michel Da Silva E Valdir Andrade Viana ingressaram com ação popular com o objetivo de garantir a preservação da Praça dos Romeiros de Caucaia do Alto. Segundo eles "é importante a construção da Unidade de Pronto Atendimento, contudo, é importante respeitar a cultura e o lazer do povo e principalmente o Plano Diretor de Cotia/SP que veta a iniciativa e determina a preservação da Praça. O Prefeito pode e deve construir o novo pronto atendimento de Caucaia, contudo, não em cima de uma Praça.". Disseram em comunicado divulgado nas redes sociais.

Prefeitura:

Na última segunda-feira (25) a reportagem do Cotia e Cia entrou em contato com a Prefeitura de Cotia afim de questioná-la sobre o assunto, porém não recebemos retorno até o momento da publicação, por ser de interesse público divulgaremos abaixo as perguntas realizadas e não respondidas.

Perguntas enviadas pelo Cotia e Cia:
  • Qual prazo de início finalização da obra?
  • Qual o custo estimado?
  • Foi realizado estudo ambiental já que passa embaixo da atual praça um córrego?
  • Existe algum item no projeto em relação a estacionamento para pacientes do futuro pronto atendimento?
  • Durante a obra, terá alguma parte que continuará aberto ao público?
  • Após a divulgação houve várias críticas em relação ao local da construção, houve algum debate com a população sobre isso?
  • O que será feito com o atual pronto atendimento?
Projeto contempla pequena praça.
Nesta quarta-feira (26), a Prefeitura enviou um release para mídia regional falando sobre a obra, porém não citou as divergências de opiniões sobre o local da obra, veja abaixo:


8 comentários:

  1. Só achei que o abaixo assinado tinha sido ignorado por ele, ou se valeu de alguma coisa!!!

    ResponderExcluir
  2. saúde é um escambal queremos é praça que usamos uma vez por ano para fazer festa, de a césar o q é de césar, quando sua familia fica doente leve ela na praça no dia da romaria

    ResponderExcluir
  3. Depois reclamem que não tem onde levar seus filhos doentes, reclamem que tudo tem que ir pro Atalaia... Deixe a praça para os bêbados torturaram os animais nos dias de "romaria para Deus"... Pro inferno essa gente viu. Tnc.

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde, Prezados local mais apropriado não seria o campo de futebol ? A praça é uma opção onde relatado pelos próprios munícipes espaço para lazer, shows , comércios de artesanatos . Tem muitos outros espaços na região que pode ceder espaço para pronto atendimento.

    ResponderExcluir
  5. Um absurdo proibir essa obra,independente se tem outros lugares o melhor local pra se fazer é ali mesmo.
    Poderiam ver outro local para fazer outra praça.
    Quem mora em caucaia sabe o perrengue que passamos com aquela UBS atrasada,sem aparelhos e equipamentos modernos .todo exame temos que nos deslocar pra longe pra fazer .
    Se fossem destruir a praça pra fazer um salão de festa ninguém reclamava .
    Temos que nos unir para que essa obra aconteça não o contrário.
    Esqueci de ressaltar médicos de péssima qualidade em caucaia.

    ResponderExcluir
  6. Existem outros locais que poderiam ceder o espaço para esta importantíssima obra, porém não é destruindo o que ja funciona que resolve as coisas, ridículo a atitude desses administradores.

    ResponderExcluir
  7. Mas o curioso mesmo, é essa pressa toda para fazer essa obra, que coincide junto com mudança de governos.

    ResponderExcluir
  8. E a nova prefeitura de Cotia quando vai ser inalgurara?

    ResponderExcluir

Imagens de tema por Ollustrator. Tecnologia do Blogger.