Main Slider

Justiça veta destruição da Praça dos Romeiros de Caucaia do Alto

Praça deve permanecer aberta e obra paralisada por ora.

A juíza Renata Meirelles Pedreno do Tribunal de Justiça da Comarca de Cotia acatou o pedido feito pelos advogados Jefferson Dennis Fischer, Leandro Mathias, Michel Da Silva e Valdir Andrade Viana e proibiu, por ora a destruição da Praça dos Romeiros em Caucaia do Alto.

"DEFIRO a tutela provisória e DETERMINO que o Município de Cotia se abstenha de realizar, por ora, qualquer obra na Praça dos Romeiros tendente a alterar sua atual destinação, sob pena de multa diária de R$ 10.000,00, limitada ao teto de R$ 50.000,00, no prazo de 24h do recebimento da presente decisão" despachou a magistrada.

A decisão foi divulgada no final da tarde desta quarta-feira (26), antes disso máquinas da Prefeitura já haviam destruído parte da praça como pode ser vista nessa foto exclusiva do Cotia e Cia.



A praça já está certada por tatames para fechá-la afim de iniciar as obras do novo Pronto Atendimento, sobre isso a juíza permitiu que a prefeitura mantenha até que o mérito seja discutido, mas frisou que a Praça tem que permanecer aberta "A fim de evitar gastos desnecessários para a Municipalidade, permito que os tapumes já instalados permaneçam no local enquanto se discute o destino da praça pública nesta ação, desde que viabilizado o acesso público ao interior da citada praça."

Defensores da Praça:

Integrantes da igreja católica, sociedade civil, um vereador e representantes da Prefeitura de Cotia se reuniram no Salão Paroquial em Caucaia na última segunda feira (24). Durante a reunião vários moradores se mostraram indignados já que é o principal local de atrações culturais como shows, feira, teatro, etc. Ficou decidido que uma comissão formada pelos moradores e representantes da igreja católica devem ser recebidos pelo Prefeito nos próximos dias, além disso houve a promessa de envio do projeto para que a sociedade pudesse acompanhar.

Uma petição na internet que pede a troca do local da obra já conta com mais de 1.700 assinaturas (clique aqui e acompanhe).

Os advogados Jefferson Dennis Fischer, Leandro Mathias, Michel Da Silva E Valdir Andrade Viana ingressaram com ação popular com o objetivo de garantir a preservação da Praça dos Romeiros de Caucaia do Alto. Segundo eles "é importante a construção da Unidade de Pronto Atendimento, contudo, é importante respeitar a cultura e o lazer do povo e principalmente o Plano Diretor de Cotia/SP que veta a iniciativa e determina a preservação da Praça. O Prefeito pode e deve construir o novo pronto atendimento de Caucaia, contudo, não em cima de uma Praça.". Disseram em comunicado divulgado nas redes sociais.

Prefeitura:

Na última segunda-feira (25) a reportagem do Cotia e Cia entrou em contato com a Prefeitura de Cotia afim de questioná-la sobre o assunto, porém não recebemos retorno até o momento da publicação, por ser de interesse público divulgaremos abaixo as perguntas realizadas e não respondidas.

Perguntas enviadas pelo Cotia e Cia:
  • Qual prazo de início finalização da obra?
  • Qual o custo estimado?
  • Foi realizado estudo ambiental já que passa embaixo da atual praça um córrego?
  • Existe algum item no projeto em relação a estacionamento para pacientes do futuro pronto atendimento?
  • Durante a obra, terá alguma parte que continuará aberto ao público?
  • Após a divulgação houve várias críticas em relação ao local da construção, houve algum debate com a população sobre isso?
  • O que será feito com o atual pronto atendimento?
Projeto contempla pequena praça.
Nesta quarta-feira (26), a Prefeitura enviou um release para mídia regional falando sobre a obra, porém não citou as divergências de opiniões sobre o local da obra, veja abaixo: