Main Slider

Prefeitura de Cotia não cogita fechar o Hospital de Campanha por enquanto

Apesar de cidades da região já terem fechado seus hospitais, em Cotia, secretaria da saúde espera por estabilidade.

Em junho a capital paulista desativou o Hospital de Campanha do Pacaembu, em julho, Embu das Artes  fechou 1 dos hospitais de Campanha, em agosto foi a vez de Osasco fechar o seu centro de atendimento aos pacientes de covid-19, apesar dos exemplos na região, Cotia segue com o hospital de campanha funcionando e não cogita o fechamento da unidade, ao menos, por enquanto.

Ontem (24), a cidade tinha 10 pessoas internadas entre suspeitos e confirmados com covid-19, hoje (25) o número oscilou para 11. 

Apesar dos números baixos se compararmos com o auge até agora quando mais de 50 cotianos ficaram internados simultaneamente a prefeitura de Cotia informou que a Secretaria de Saúde não programa o fechamento do Hospital de Campanha (Centro de Combate e Referência ao Coronavírus), pois o número de internações ainda está oscilando.

Para fechar as portas a Secretaria quer esperar por uma estabilidade maior de pelo menos 10 dias consecutivos com menos de 5 internados e menos de 60 atendimentos por dia na porta.

Por fim a prefeitura de Cotia disse que "As pessoas estão se movimentando entre as regiões e a Secretaria de Saúde tem observado uma oscilação de casos, para mais, em algumas cidades, portanto, será aguardada uma estabilidade maior e mais segura para que seja dado início ao encerramento das atividades no hospital de campanha de Cotia.".

O Cotia e Cia questionou se a prefeitura devolveu o prédio do Hospital da Graça que foi equipado para receber pacientes com Covid-19, porém acabou não sendo usado, sobre esse assunto a assessoria não respondeu.

Postar um comentário

0 Comentários