Header Ads

Escolas de Ibiúna operam sem laudo AVCB e sem acessibilidade

Algumas escolas não tem se quer extintores.

O auto de vistoria do corpo de bombeiros é exigido para qualquer empresa, estabelecimento comercial e prédios públicos de todo o Brasil, entretanto as escolas estaduais e municipais da cidade de Ibiúna no interior de São Paulo não contam com o AVCB, além disso algumas escolas sequer contam com acessibilidade.


O documento é importante pois comprova a estabilidade e segurança dos edifícios em casos de incêndio, ela é obtida após aprovação de projeto e vistoria realizada pelo Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo.

Segundo a secretaria de educação de São Roque, a qual responde pela cidade de Ibiúna existe um TAC (Termo de Ajuste de Conduta) assinado entre o Ministério Público e o Governo paulista que dá prazo de 15 anos a contar de 2014 para que todas as escolas estaduais contassem com o AVCB e que fossem acessibilizadas. 

Consultamos nesta quinta-feira, 25 de Janeiro 2018 algumas escolas municipais e estaduais da cidade para saber se receberam visita dos bombeiros para emissão do AVCB:

Escolas Estaduais:

Escola Estadual Professor Roque Bastos (Centro de Ibiúna) informou que adota de sistemas de emergência e faz o check list de extintores e outros equipamentos necessários, lembrou que houve treinamento aos profissionais foi em meados de 2014, mas não soube informar a respeito de vistoria do corpo de bombeiros;

Escola Estatual Lurdes Penna Carmelo (Distrito do Paruru) informou que tal procedimento de vistorias não é obrigatório em escolas estaduais;

Escola Estadual Lino Vieira Ruivo (bairro Piaí) não obtivemos contato;

EE Carmo messias, Informou que é realizado procedimentos de checagem básicas em extintores, mas que não informou quando foi feita última vistoria feita.

Escolas Municipais:
Escola Prefeito Seme Issa, bairro Piaí não quis comentar sobre assunto;

Escola municipal do Carmo Messias informou que nem extintores havia na unidade.

A secretaria de educação Municipal de Ibiúna informou que segue as normas previstas e mais informações poderiam ser obtidas com a pasta de obras, tentamos contato mas não obtivemos retorno.

*Gabriel Vieira e Rudney Oliveira
*Fotos: Google
Tecnologia do Blogger.