Header Ads

Embu recebe espetáculo de dança que investiga processos de autorreconhecimento negro

Com danças e referências de culturas populares de matrizes afro-diaspóricas, Gbé ou Quando o Corpo Renasce Negro apresenta uma releitura corporal do processo de pessoas negras se reconhecerem como tal.

Foto: Divulgação/Rodrigo Kees 
No próximo domingo (22/out), o Teatro Popular Solano Trindade recebe o espetáculo de dança contemporânea Gbé ou Quando o Corpo Renasce Negro. O espetáculo criado pelo bailarino Edson Raphael propõe uma releitura corporal do processo étnico, social e pessoal de pessoas negras se reconhecerem como tal. A sessão ocorre às 18h. A entrada é gratuita.
Para retratar tamanha diversidade de corpos, histórias e experiências passíveis de representação, o bailarino percorreu diferentes regiões do estado paulista colhendo relatos e histórias a fim de compor o conteúdo a ser levado à cena.


Com direção cênica de Eduardo César e direção de movimento de Deise de Brito, a construção física da obra utiliza-se de referências de danças culturas populares de matrizes afro-diaspóricas e dança-teatro para a criação de ações e movimentos que aludem ao processo de ressignificação de imagem, ancestralidade e sociabilidade negras. Gbé ou Quando o Corpo Renasce Negro nasce entendendo que não encerra em si todas as discussões e possibilidades sobre o tema, mas as lança sob o viés do corpo, o ponto para onde tendem as forças de normatização euramericanas em suas faces e particularidades brasileiras.


O espetáculo de dança foi produzido por meio de subsídios oriundos do Programa de Ação Cultural (Proac) da Secretaria de Cultura do Governo do Estado de São Paulo.


Informações importantes:

Gbé ou Quando o Corpo Renasce Negro
Data: 22/10
Horário: 18h
Local: Teatro Popular Solano Trindade
Endereço: Rua São Paulo, 176 – Vila Silvia – Embu
Classificação Livre
Entrada Gratuita
Tecnologia do Blogger.