Header Ads

Instituto Acqua responde caso da UPA do Atalaia

20140818_191019O Instituto Acqua, que administra a UPA do Atalaia, respondeu a matéria veiculada pelo Cotia e Cia na última semana (relembre o caso clicando aqui), veja na íntegra a nota:


Em relação à reportagem veiculada na coluna Fala Cidadão, do site www.cotiaecia.com.br, o Instituto Acqua, por meio da assessoria de imprensa, informa que. Em 18 de agosto, o paciente citado foi recebido na UPA Atalaia por uma técnica de enfermagem na retirada da senha, profissional essa responsável em realizar o acolhimento e uma pré-avaliação durante sua admissão na unidade, onde foi apontado baixo risco de gravidade do caso.


Quando recebe casos que necessitam de atendimento urgente, esta profissional já encaminha os pacientes direto para o atendimento nas salas amarela e vermelha, para onde vão os pacientes com maior risco. Este não era o caso do paciente relatado na reportagem.


Após esse acolhimento, o jovem aguardou pela classificação de risco onde foi confirmado o risco de nível azul, (casos considerados de baixa complexidade) e encaminhado para consulta com o clínico geral/emergencista. O profissional indicou a necessidade de realização de um exame de raio-x e, após o resultado, o paciente retornou ao médico, que receitou medicamentos e o encaminhou à sala de medicação, onde os medicamentos foram administrados e, em seguida, o paciente liberado.


Todo o atendimento, desde a chegada até a liberação do paciente, foi realizado dentro do tempo estipulado pelo Ministério da Saúde para um caso com grau de risco classificado como azul.


O Instituto informa que, ao longo de todo o dia 18 de agosto foram atendidas 671 pessoas, com situações dos mais diferentes níveis de classificação de risco. Especificamente entre as 17h e 21h foram atendidos 97 pacientes, sendo que, neste horário, a UPA contava com três clínicos gerais/emergencistas (um deles responsável pelas salas amarela e vermelha, com pacientes com maior gravidade), dois pediatras e um ortopedista (que trabalha diariamente até as 19h), diferentemente do que foi relatado.


Quanto à sala de triagem de classificação de risco, a mesma ficou fechada por cerca de 20 minutos para encaminhamento de paciente em estado grave, que foi levado pela enfermeira responsável para a sala vermelha. A triagem foi retomada logo após o encaminhamento deste paciente. Quanto à brinquedoteca, com a constante utilização, os brinquedos são danificados e, por isso, podem não estar disponíveis em alguns pequenos intervalos até sua reposição.


O Instituto Acqua informa ainda que nos 50 dias de funcionamento da UPA Atalaia já foram realizados cerca de 28 mil atendimentos a pacientes que procuraram a unidade de Saúde. Número que representa uma média de 600 pacientes atendidos por dia. Neste período ainda foram realizados cerca de 7.700 exames laboratoriais e 6.000 raio-x.


A UPA Atalaia conta atualmente com cerca de 160 colaboradores, entre médicos, enfermeiros e demais profissionais, que se revezam 24 horas para garantir um atendimento de qualidade da unidade de Saúde.

Tecnologia do Blogger.