Header Ads

Congresso da UEE irá reunir grandes nomes do movimento estudantil em Ibiúna!

Líderes estudantis, intelectuais, artistas e milhares de estudantes estarão reunidos em Ibiúna, entre os dias 14 e 16 de junho, para o 11º Congresso da União Estadual dos Estudantes de São Paulo (UEE-SP). Realizado na cidade que se tornou símbolo do movimento estudantil brasileiro, o evento terá a educação como ponto de partida para uma análise sociocultural do País.

Com a programação prestes a ser concluída pela organização do Congresso, o evento promovido pela UEE-SP debaterá temas como o sistema de cotas nas universidades brasileiras, a democratização da comunicação, os avanços e desafios do governo democrático/popular, o fortalecimento do movimento LGBT no Brasil, entre outros assuntos. Também serão realizadas atividades culturais como lançamentos de documentários, livros e shows musicais.

“Nos últimos anos os movimentos estudantis se fortaleceram e contribuíram diretamente para uma maior politização de nossos jovens. Mais organizados e conscientes de seu papel na democratização da educação, os estudantes estão saindo às ruas e lutando por aquilo que acreditam. O Congresso da UEE reflete, principalmente, este momento ímpar dos movimentos estudantis de nosso país”, analisa o presidente da UEE-SP, Alexandre ‘Cherno’ Silva.

Foram convidadas algumas personalidades ilustres como o ex-presidente Lula, Vladimir Pereira, Franklin Martins, Renato Tapajós, Paulo Vannuchi, Marilena Chauí, Fernando Haddad, Gilberto Carvalho, Aldo Rebelo, Maria do Rosário, Fernando Morais, Gilberto Gil, Criolo, entre outros nomes de peso envolvidos com o movimento estudantil.

Homenagem

Segundo o presidente da UEE-SP, durante a abertura do evento, a entidade fará uma homenagem aos participantes do Congresso da União Nacional dos Estudantes (UNE) realizado na mesma cidade de Ibiúna em 1968, ocasião em que líderes estudantis como Franklin Martins e Vladimir Pereira foram presos pela ditadura militar em um ato de opressão aos movimentos estudantis.

“Ibiúna foi palco do evento estudantil mais significativo da história do país. Por isso que a realização deste Congresso na cidade tem um caráter simbólico, repleto de significados, entre eles a vitória da democracia versus a repressão”, destaca Alexandre.
Tecnologia do Blogger.