Header Ads

De novo, Prefeitura de Cotia diz estudar readequação da Praça Japonesa

Moradores já fizeram até abraço na Praça Japonesa.
Desde de fevereiro de 2013 o ícone da imigração nipônica na cidade, está fechada para visitação por conta da destruição causada por um incêndio criminoso, de lá para cá o local virou alvo de  muito vandalismo, local de uso de drogas e até moradia para uma família.

Em junho de 2013 a prefeitura por meio da secretária de Meio Ambiente disse ter iniciado o estudo para readequação da Praça, na época a então diretoria de Articulação, Cristina Oka, conseguiu localizar o arquiteto Motoi Tsubouchi, que foi o projetista da Praça na década de 80. Apesar das reuniões ocorridas na época, nada que foi colocado em pauta foi tirado do papel.

Já em 2014, algumas iniciações populares tentaram cobrar do governo municipal a revitalização de um dos únicos símbolos da cidade, entretanto sem sucesso. Em fevereiro de 2014 um grupo fez uma petição on line e recolheu quase 200 assinaturas. Ainda em fevereiro um grupo de moradores fizeram um "abraço solidário" na Praça.
Praça era um dos símbolos da cidade de Cotia
Foto-Cotia Net

Durante o abraço solidário foi encontrado no local um casal que na época morava à 7 meses na Praça Japonesa (Releia a matéria da época clicando aqui).

Na última semana a Prefeitura de Cotia divulgou em seu site oficial que estuda - mais uma vez - a readequação da Praça Japonesa por meio das secretarias de Meio Ambiente e Habitação e Turismo, desta vez com uma novidade, eles estudam mudar a praça de lugar.

A intenção é que ela se instale ao lado do Viveiro Municipal Parque Curupira e que os dois espaços sejam interligados.
Tecnologia do Blogger.