Header Ads

Ex baixista do Legião é encontrado morto no litoral; Renato Rocha estava internado em Cotia

Renato (Camisa Branca),
Renato Rocha, ex-baixista da Legião Urabana, foi encontrado morto neste domingo, 22, em um quarto de hotel do Guarujá, litoral de São Paulo. A Polícia Militar, através do delegado responsável pelo caso, Dr. Caio Azevedo de Menezes, confirmou que o corpo foi encontrado por uma mulher, que acompanhava Renato e estava hospedada no mesmo hotel, por voltar das 8h30.

Segundo a PM, Renato estava no quarto: "Não teve arrombamento, nada estava revirado e nada de ilícito foi encontrado no quarto. Possivelmente, ele morreu de causas naturais. O corpo foi encaminhado para o IML (Instituo Médico Legal)."

Segundo o irmão de Renato, Roberto Rocha, Renato estava morando em uma clínica de reabilitação em Cotia, desde que Giuliano Manfredini, filho de Renato Russo, o resgatou das ruas do Rio de Janeiro. "Esteve por seis anos ali, mas o Giuliano, filho de Renato Russo, o resgatou para uma clínica de desintoxicação em Cotia", disse em um post no Facebook.

Em 2012, o programa "Domingo Espetacular" mostrou que Renato estava morando nas ruas do Rio de Janeiro. Ao programa, ele falou sobre o uso de drogas e bebidas, que o levaram a ser expulso da banda em 1987: "Eu tomava calmante. Às vezes, você toma calmante e é droga, né? Mas depois dos shows, podia liberar tudo".

Renato era conhecido também como Billy ou Negrete e fez parte da banda nos três primeiros discos do grupo, "Legião Urbana", "Dois" e "Que País É Este".

*EGO (Globo).
Tecnologia do Blogger.