Header Ads

Geraldo Alckmin admite racionamento e Sabesp lista bairros com rodizio de água em Cotia

(Foto: Nilton Fukuta/Estadão Conteúdo)
O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, admitiu nesta quarta-feira (14) que o estado passa por racionamento de água. É a primeira vez que o procedimento é oficialmente admitido por Alckmin desde o início da crise hídrica em 2014. Ele disse que já há restrição na oferta de água desde que agência federal determinou a redução na retirada do Sistema Cantareira.

A declaração ocorre um dia após a Justiça negar a cobrança de multa na conta de clientes que aumentarem o consumo. Na sentença liminar, a juíza Simone Viegas de Moraes Leme, da 8ª Vara da Fazenda Pública de São Paulo, argumentou que a lei exige a adoção de racionamento oficial antes de aplicar tarifa de contingência. 

Além disso, a juíza também cobrou que a Sabesp informe quais são os bairros atingidos por "manobras ou redução de pressão". Assim como o governador, a Sabesp também admitiu, pela primeira vez, que toda a Região Metropolitana está com redução de pressão no abastecimento e divulgou os locais que estão sendo afetados.

Em Cotia os bairros que estão sendo afetadores segundo a SABESP são os bairros: 

-Cotia
-Bairro da Cachoeira
-Caucaia do Alto
-Jd. Japão
-Morro Grande
-Tijuco Preto
-Atalaia
-Jd. Panorama
-Centro
-Portão
-Granja Viana
-Rio Cotia
-Lageado

Além de Cotia Vargem Grande Paulista também está sendo afetada pelo racionamento.

*G1/Cotia e Cia
Tecnologia do Blogger.