Header Ads

2º Ato contra o aumento da tarifa em Cotia foi pacífica


Aconteceu nesta quarta-feira (21), o segundo ato contra o aumento das tarifas no transporte do município de Cotia na grande São Paulo.

A atividade teve inicio na praça da matriz no centro da cidade com a leitura das reivindicações do movimento:

• Cancelamento do aumento das tarifas das linhas municipais e intermunicipais.
• Municipalização da tarifa das linhas para Caucaia, Jardim Japão e Caputera.
• Integração gratuita nas linhas municipais e intermunicipais.
• Dobrar a cota do bilhete estudantil.
• Maior qualidade nos ônibus, atendimento de todos os bairros e com mais horários.
• Fim do monopólio da Danúbio Azul,

Logo após ocorreu a realização da tribuna livre para que os presentes expressassem e tornarem públicas as suas demandas. Os assuntos mais lembrados, até por ser tema central da ato foram aqueles relacionados ao transporte público, com relevância para o valor das passagens cobradas e a péssima qualidade do serviço de transporte no município, mas foram lembrados também a falta constante de água e luz, a falta de áreas para cultura e lazer, a piscina do CEUC de Caucaia que jamais foi usada, a situação da ocupação da Vila Clara, a necessidade de uma política de regularização fundiária, a realidade da mulher negra e pobre em Cotia.

Depois ocorreu a assembléia entre os presentes para definir o trajeto a ser seguido. O caminho definido foi seguir da Praça da Matriz local da concentração até a frente da Prefeitura Municipal.

Durante todo o percurso os manifestantes que em sua maioria eram formados por jovens integrantes da Juventude Libre cantaram musicas e palavras de ordem contra o aumento das passagens e a péssima situação do transporte público. As musicas tinham como alvo preferido o Prefeito e os Vereadores da Cidade.

Participaram também do ato representantes do Fórum de Lutas, Apeoesp, Sindicato dos Químicos Unificados, Movimento Terra Livre e Coletivo Cotia Sustentabilidade.

Toda a manifestação ocorreu sem nenhum incidente. Na chegada do ato à Prefeitura existia um forte aparato policial.

Um dos organizadores do evento Silvio Cabral, do Cotia Sustentabilidade falou sobre a atuação do secretário de transporte da cidade, Silvio Leme, " foi de forma arbitrária e anti democrática que o secretário, apesar da autorização da Policia Militar não permitiu que o caminhão de som que seria usado para as falas do final do ato tivesse acesso à frente da Prefeitura, mesmo assim os manifestantes já estavam organizados e fizeram uso de uma caixa de som portátil para a realização da segunda Tribuna Livre. Completa.

No total participaram da manifestação cerca de 70 pessoas e na assembléia de encerramento ficou definido que o terceiro ato ocorrerá em Caucaia do Alto, na próxima quarta-feira, 28 com concentração na Praça Central de Caucaia a partir das 17hs.

Na terça-feira, 27, que antecede ao ato, na Apeoesp ocorrerá reunião de organização final e na quinta-feira, 29 ocorrerá também na Apeoesp atividade com a exibição de um filme sobre o transporte com debate ao final.

*Colaboração: Folha de Cotia
Tecnologia do Blogger.