Header Ads

Município de Ibiúna tem mortes com suspeitas de Meningite


Foto/DiárioWeb
O município de Ibiúna, no interior de São Paulo vive dias de tensão, isso porque 2 casos de suspeita de Meningite, 1 caso e uma morte foi confirmada pela doença.

Uma criança de apenas 10 anos de idade que veio a óbito no dia 19 de outubro teve na semana passada a causa divulgada, confirmando que a morte foi causada por Meningite tipo “C”, ainda sem a confirmação da doença uma outra criança de 9 anos foi internada no hospital de Sorocaba com suspeita da doença.

A Prefeitura de Ibiúna no dia 2 de dezembro informou que não havia surto da doença na cidade, segundo a nota "o médico infectologista da Vigilância Epidemiológica, esclareceu que para haver surto é preciso que sejam confirmados três casos de meningite da mesma bactéria no período de três meses. Também esclareceu que oficialmente houve registro de um caso de óbito por meningite do tipo C em Ibiúna, referente à criança que estudava no Colégio Objetivo. 

Já a criança de nove anos que estuda na escola Sará Sará, do bairro Verava, chegou ao Hospital de Ibiúna no dia 28/11, onde recebeu todos os procedimentos médicos necessários. No mesmo dia houve a constatação do diagnóstico (confirmação de meningite) e a criança foi encaminhando ao Conjunto Hospitalar de Sorocaba. 

Na tarde desta segunda-feira (1/12) a diretora da Vigilância Epidemiológica recebeu a informação do Conjunto Hospital de Sorocaba de a que a criança está em observação, com o quadro clínico estável, mas que ainda aguarda do Instituto Adolf Lutz a confirmação do tipo de bactéria deste caso".

Já na última quarta feira (3), uma outra morte com suspeita da doença aconteceu na cidade, Érica Alves de Souza Fernandes, 34, moradora no bairro Laval 2, morreu por volta das 20h40min ela era assistente na escola do Mirante da Mata em Cotia.

No dia 4 de dezembro, a advogada e sogra de Érica, foi ao Ministério Público de Ibiúna pedir a abertura de inquérito para saber a causa da morte de sua nora, no documento ainda foi pedido à promotora que era importante avisar as autoridades da saúde no município de Cotia. Isso porque caso fosse confirmada a hipótese de meningite, as sessenta crianças da classe da Escola Municipal Mirante da Mata, onde Érica trabalhava como assistente, teria de ser protegidas.

A promotora Camila Teixeira Pinho, visando assegurar tanto o direito da família de saber a causa real da morte de Érica e também por preocupação com a saúde pública no município. A dra. Camila e a dra. Roberta Cassandra Moraes, promotora da área da saúde, estão atuando nesse caso.

Durante a tarde do dia 4 a promotoria tomou a decisão de por meio de uma ação cautelar, impedir o sepultamento de Érica, a fim de assegurar a realização de exames necroscópicos para confirmar de fato se a causa da morte foi meningite.

Já ontem (5), a Prefeitura de Ibiúna divulgou uma nota sobre o laudo de morte de Érica. Veja abaixo:

"Declaração de óbito expedida hoje, 5/12, pela médica legista Maria Lourdes Peris Barbo, da PUC Sorocaba, relata que Érica Alves de Souza Fernandes, de 34 anos, moradora no bairro Laval 2, em Ibiúna, faleceu no dia 3/12 pelos seguintes motivos: Sindrome da Angustia Respiratória do Adulto, Septocemia e Insuficiência Renal. O documento descarta qualquer possibilidade de que Érica havia entrado em óbito por ter contraído meningite."

A doença:

A causa da meningite varia de acordo com o tipo. A mais comum das meningites é aquela causada por vírus, mas há casos também da doença provocada por bactérias. Menos comum, a meningite causada por fungos também pode surgir.

A meningite viral pode ser causada por diversos tipos de vírus e é a forma mais comum e menos perigosa de meningite, pois muitas vezes nem exige tratamento. Os vírus causadores da meningite podem ser transmitidos via alimentos, água e objetos contaminados e são mais comuns entre o fim do verão e o começo do outono.

Meningite bacteriana é a mais grave de todas. Ela ocorre geralmente quando a bactéria entra na corrente sanguínea e migra até o cérebro. Pode acontecer, também, de a doença ser desencadeada após uma infecção no ouvido, fratura ou, mais raramente, após alguma cirurgia. Existe mais de uma bactéria capaz de transmitir a doença.

Sintomas:

Os sintomas mais comuns da meningite são:


  • Febre alta repentina
  • Forte dor de cabeça
  • Pescoço rígido
  • Vômitos
  • Náusea
  • Confusão mental e dificuldade de concentração
  • Convulsões
  • Sonolência
  • Fotossensibilidade
  • Falta de apetite
  • Rachaduras e presença de manchas vermelhas na pele.
Prevenção:

Meningite é geralmente resultado de contágio entre duas pessoas. Vírus e bactérias causadores da doença podem ser transmitidos via tosse, espirro, beijo ou compartilhamento de itens pessoais. Por isso, é importante evitar ficar muito próximo a pessoas portadoras de meningite.
  • Além disso, seguir algumas medidas básicas ajudam a prevenir a doença. Veja:
  • Lave sempre as mãos. Elas são a principal porta de entrada para muitas doenças
  • Não compartilhe itens de uso pessoal com outras pessoas, como cigarro, copos ou escovas de dente.
  • Permaneça sempre saudável, com sistema imunológico funcionando corretamente;
  • Ao tossir ou espirrar, cubra a boca.
*Fontes de informações: Revista Vitrine de Ibiúna/Prefeitura de Ibiúna/ Site Minha Vida.
Tecnologia do Blogger.