Header Ads

Tio de criança ajuda polícia a prender suspeito de pedofilia que morava em Cotia

Suspeito compartilhou foto de criança com mensagem: "que gostosinho"
(Foto: Reprodução / Facebook)
Um homem de 26 anos foi preso suspeito de pedofilia depois que o tio de uma criança assediada usou o perfil do sobrinho e denunciou o crime à polícia. A prisão foi feita pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Itapetininga, na noite de quarta-feira (5). O suspeito morava em Cotia (SP), cidade que fica a aproximadamente 150 quilômetros de onde a vítima mora.

De acordo com o delegado Victor Hugo Siqueira Paulino, responsável pela investigação, o tio do menino foi avisado pela criança que o rapaz estava nu em uma conversa em vídeo por uma rede social. O homem então se passou pela criança e continuou a conversa. Ao constatar que o pedófilo fazia exibição sexual, o tio acionou a DIG.

Os investigadores foram até a casa da família, em Itapetininga, e continuaram a conversa com o suspeito, sempre se passando pelo menor. A conversa foi prorrogada por horas. Ainda de acordo com o delegado, o criminoso usava um perfil falso e se identificava como um menino.

Enquanto os policiais mantinham a conversa, os investigadores conseguiram rastrear e identificar o endereço do rapaz. “Foi um serviço de inteligência. Além de conseguirmos informações pela conversa, conseguimos rastrear o IP, que é o endereço do computador”, ressalta Victor Hugo.

Uma operação foi montada e os policiais foram até a casa do suspeito. Quando os investigadores chegaram ao local, ainda encontraram o homem nu conversando com outra criança. No computador do suspeito os policiais encontraram vídeos de sexo com crianças, além de fotos de menores com quem ele manteve contato.

Perfil falso
O suspeito atraía os menores em uma rede social usando um perfil falso com a foto de um menino. Todos os amigos que ele tinha eram menores de idade. No perfil o preso escrevia mensagens repetidas vezes pedindo "pelo amor de Deus" para que as pessoas ficassem on-line para conversar com ele.

Em outra publicação, com data de 23 de fevereiro, ele compartilhou a foto de um menino na praia e escreveu: "que gostozinho" (sic). Ainda segundo a polícia, pelo menos outras sete crianças de Itapetininga podem ter sido assediadas pelo homem. Ele está preso na cadeia de Capão Bonito (SP). Após a prisão, o perfil falso foi apagado.

*Reprodução/Globo
Tecnologia do Blogger.