Header Ads

Meio Ambiente: Futuro Melhor!

Vivemos um momento de crescimento acelerado no planeta. E já faz certo tempo que nos perguntamos se os recursos naturais serão suficientes para todos. Conseguiremos, a médio e longo prazo, resolver os problemas que tanto nos afetam?!... Aqueles que se encontram mais “conectados” com essas questões, já sentem os efeitos desse descontrole. No processo desenfreado do desenvolvimento criamos problemas gravíssimos ao meio ambiente e seus diversos setores. A todo instante nos deparamos com as mais diversas dificuldades. “Outro dia mesmo (Copa de 70) cantávamos “.. Noventa milhões em ação, pra frente Brasil, salve a seleção!!” (quem já tem seus 50 anos, lembra-se!). Hoje somos cento e noventa milhões!! ...E nossos mananciais são os mesmos. Continuamos sendo abastecidos pelo mesmo sistema. No caso de Cotia e região, pelo Sistema Alto Cotia. Enfim, mais que duplicamos a quantidade consumida com uma mesma fonte.!

Precisamos, há muito, debater nossas dificuldades em solucionar os problemas ambientais que enfrentamos, discutindo possíveis soluções para os velhos problemas.
A falta de planejamento ambiental pode levar-nos a riscos incalculáveis, para nós e principalmente para as futuras gerações. Tudo que se faz ao meio retorna. Por menor que seja a ação, há um retorno... e nesse caso, negativo. Sejam elas positivas ou negativas, essas ações rendem “frutos”.

Mais que nunca, é preciso ter atenção quanto e como queremos nos desenvolver e crescer. Não dá para pensar em crescimento sem levar em consideração o tema Desenvolvimento Sustentável, que em curta definição se resume ao ...“ desenvolvimento capaz de suprir as necessidades da geração atual, sem comprometer a capacidade de atender as necessidades das futuras gerações. É o desenvolvimento que não esgota os recursos para o futuro”. -Essa definição foi criada na Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, pelas Nações Unidas para discutir e propor meios de harmonizar dois objetivos: o desenvolvimento econômico e a conservação ambiental.

Wilson Santana/colunista de Meio Ambiente do Cotia e Cia
Praticar o desenvolvimento sustentável é ganhar dinheiro sem comprometer negativamente o meio ambiente. É aprender respeitar a terra e com ela conviver em harmonia. Não simplesmente sair plantando soja e cana ou qualquer outra monocultura e mais tarde, quando o solo empobrecer, simplesmente abandonar o local destruído e devastado e partir para outro ataque. É preciso um diálogo maior entre produtores e ambientalistas sérios. É plenamente possível viver e ganhar dinheiro respeitando as regras da mãe natureza.
Então, essa preocupação com o desenvolvimento sustentável e suas variantes, chama a atenção para uma nova oportunidade de negócios que já começa a despontar: a Economia Verde!

 E podemos afirmar que quem não conseguir se adaptar a essa nova modalidade, nos próximos anos, enfrentará problemas de sobrevivência no mercado. Hoje mesmo, já são cobradas de diversas formas as organizações e grandes corporações por nós consumidores. E isso vem se tornando um hábito cada vez maior no Brasil. Já exigimos, em nível ambiental, um comportamento muito mais ético por parte das empresas. Mas ainda assim, é muito pouco.

O desenvolvimento é fundamental para o progresso do nosso Brasil, principalmente com a aproximação de um mega evento como a Copa do Mundo e na sequencia, as Olimpíadas já em 2016. Pensemos então, desde já, focar nossa atenção, nossas ações na utilização dos recursos naturais com inteligência e parcimônia, para que o impacto ambiental seja o menor possível.
Bom para nós, melhor para os nossos futuros! Pense nisso. Discuta, comente,,, afinal, em nível de planeta, somos todos UM!.
Wilson Santana - Jornalista e Educador Ambiental
Tecnologia do Blogger.